Boicotes em federais marcam realização do Enade

Gabarito será divulgado amanhã, exame foi feito por ingressantes e formando de 19 cursos superiores do País

21 Novembro 2010 | 17h29

Cerca de 650 mil universitários de 19 cursos prestaram ontem o Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade). Segundo o Ministério da Educação, a aplicação da prova ocorreu sem problemas em todo o País. O índice de abstenção, o gabarito oficial e os conteúdos das provas serão divulgados apenas amanhã. 

São convocados para fazer o exame estudantes do primeiro e último ano dos cursos a serem avaliados. Como a participação na prova é obrigatória para a obtenção do diploma, o índice de abstenção costuma ser baixo.

 Houve, no entanto, registro de boicotes de estudantes das universidades federais do Rio de Janeiro (UFRJ), Minas Gerais (UFMG), Brasília (UnB) e Bahia (UFBA), além da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), que participa pela primeira vez do Enade.

 Uma lei federal obriga as instituições federais e particulares a aderirem à avaliação, mas ela é opcional para faculdades estaduais e municipais. No boicote, o aluno comparece, mas deixa a prova em branco. Dessa forma, não sofre consequências diretas. O boicote em massa abaixa o conceito do curso, calculado pelo MEC.  

O estudante que falta no Enade pode tentar se justificar oficialmente com o ministério – a data de abertura do processo para recebimento de justicativas ainda não foi divulgada. Se a justificativa não for aceita, o aluno tem de prestar o Enade no ano seguinte. Na edição de 2010, 227 mil alunos que deveriam ter feito o Enade em anos anteriores e querem regularizar sua situação se inscreveram para a prova.

 Este ano estão sendo avaliadas as graduações em Agronomia, Biomedicina, Educação Física, Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia, Fonoaudiologia, Medicina, Medicina Veterinária, Nutrição, Odontologia, Serviço Social, Terapia Ocupacional e Zootecnia, além dos cursos superiores de tecnologia em Agroindústria, Agronegócio, Gestão Ambiental, Gestão Hospitalar e Radiologia.

 O curso de Enfermagem foi o que teve o maior número de inscritos: 86 mil. Do total de participantes, 261 mil são ingressantes e 161 mil concluintes. Resultados. As 1.695 instituições de ensino superior que participaram do Enade em 2009 já podem ter acesso as suas notas e, caso consideram necessário, fazer pedidos de reconsideração. Apenas em dezembro os dados estarão disponíveis para o público em geral.

 No ano passado, foram avaliadas 6.804 graduação nas áreas de Administração, Arquivologia, Biblioteconomia, Ciências Contábeis, Ciências Econômicas, Comunicação Social, Design, Direito, Estatística, Música, Psicologia, Relações Internacionais, Secretariado Executivo, Teatro e Turismo.

Também participaram do Enade alunos de cursos superiores de tecnologia em Design de Moda, Gastronomia, Gestão de Recursos Humanos, Turismo, Financeira, Marketing e Processos Gerenciais.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.