Biblioteca virtual do MEC já está na Internet

Livros de Machado de Assis e José de Alencar, mapas e até mesmo sinfonias poderão ser acessados gratuitamente na Internet, a partir de agora, em uma biblioteca virtual criada pelo Ministério da Educação. O site www.dominiopublico.gov.br foi liberado ontem para uso público com obras de literatura brasileira, ciências, história e geografia, entre outras áreas, que poderão ser lidas diretamente no computador ou impressas."É uma ação que terá um impacto extraordinário na educação. São obras da maior importância que poderão ser acessados e impressos por qualquer pessoa, inclusive por alunos das escolas públicas e faculdades. É uma associação de tecnologia com democracia", disse o ministro da Educação, Tarso Genro. A biblioteca virtual tem, de início, mil obras, a maioria livros. Inclui também imagens, com fotos e mapas, e um acervo fonográfico, com gravações atuais e antigas de clássicos da música brasileira, sinfonias, documentários, vídeos, filmes e entrevistas. As obras incluídas no portal, que levou três meses para ser colocado no ar, são hoje de domínio público - ou seja, os direitos autorais já prescreveram - ou tiveram os direitos liberados pelos autores. Daí o acervo inicial ser limitado. No entanto, o MEC pretende expandir a digitalização de obras com o apoio de instituições não-governamentais e empresas interessadas. Ontem, foi aberto um edital convidando para participar do portal. Quem tiver interesse em digitalizar o material e colocá-lo na Internet poderá receber recursos do MEC. "Pretendemos investir entre R$ 3 milhões e R$ 5 milhões em 2005 para expansão do portal", disse o secretário-executivo do MEC, Fernando Haddad.

Agencia Estado,

17 de novembro de 2004 | 06h54

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.