Biblioteca da PUC-SP ganha coleções raras

Pesquisadores, estudantes e curiosos saíram ganhando com a aquisição da Biblioteca de Ciências da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). A instituição incorporou valiosas coleções de história da ciência e está lançando uma campanha para modernização do espaço.No dia 24 de junho foi realizada uma cerimônia para marcar a incorporação do acervo das coleções de livros e periódicos pelo Centro de Ciências Exatas e Tecnologia. Entre as novas coleções está o Corpus Graeca et Latinorum, doado pela Biblioteca da Universidade de Chicago, que tem valor estimado entre US$ 100 mil e US$ 200 mil.PeriódicosOutra coleção recebida é de periódicos, doada por Nora Cole, viúva do professor de História da Ciência William Cole. Ela entrou em contato com o professor Allen Debus, da área de História da Ciência da Universidade de Chicago, buscando um centro ativo que pudesse receber a coleção."A PUC-SP mantém há cinco anos um relevante intercâmbio com a Universidade de Chicago na área de História da Ciência. Além das recentes doações, temos vários lotes recebidos nos últimos anos", conta o professor do programa de Estudos Pós-Graduados em História da Ciência, José Luiz Goldfarb.Fontes primárias de pesquisaNo Brasil, somente a biblioteca do campus Marquês de Paranaguá da universidade guarda a seqüência completa dos periódicos Ambix, Notes and Records of the Royal Society e The British Journal for the History of Science. Também não há registro do periódico Bulletin for the History of Chemistry em nenhuma outra biblioteca."Todo esse acervo vai permitir que não só especialistas em História da Ciência, mas também de outras áreas, que estudam a questão do desenvolvimento científico e tecnológico, tenham acesso aqui mesmo, no Brasil, às fontes primárias e secundárias de pesquisas. Antes, só era possível conseguir esses dados em acervos de outros países", afirma Goldfarb.Visitação e consultasSegundo ele, o acervo destina-se principalmente à formação de pessoas que atuam em empresas, universidades, órgãos governamentais e instituições de ensino, mas também está aberto a consultas do público em geral, para visitação e pesquisa.Para modernizar a biblioteca, a PUC espera o apoio de empresários que, motivados pela Lei Rouanet, se disponham a contribuir. O projeto de modernização da biblioteca tem como objetivo reorganizar o espaço físico da área, ampliando instalações e equipamentos tecnológicos, para facilitar a conservação e a consulta do material. Uma prioridade é a criação de uma área específica para a coleção de obras raras.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.