Banco do Brasil passa a operar também como agente financeiro do Fies

Programa do MEC permite que jovens de baixa renda financiem curso em universidades particulares

Agência Brasil

30 Agosto 2010 | 17h24

BRASÍLIA - A partir desta segunda-feira, 30, o Banco do Brasil começa a operar também como agente financeiro do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). O programa do Ministério da Educação (MEC) permite que estudantes de baixa renda financiem sua formação em cursos superiores de instituições particulares. Até este ano, o único banco participante do Fies era a Caixa Econômica Federal.

Com a entrada do Banco do Brasil, o MEC acredita que a principal vantagem é o aumento do alcance do programa em função da ampla rede de agências bancárias. Hoje, o Fies tem 500 mil contratos ativos e, este ano, foi reformulado para facilitar o acesso do estudante ao crédito. Agora, o aluno pode pedir o financiamento a qualquer momento e não é necessário aguardar o início de cada semestre, como ocorria antes. Também houve redução dos juros e ampliação do prazo para pagamento da dívida.

O estudante interessado em conseguir o financiamento deve primeiro acessar o site do Fies http://sisfiesportal.mec.gov.br e se cadastrar. Em seguida, a Comissão de Supervisão e Acompanhamento (CPSA) de cada instituição deve validar os documentos para que o aluno possa contratar o financiamento, seja no Banco do Brasil ou na Caixa Econômica Federal.

No lançamento do novo Fies, o ministro da Educação, Fernando Haddad, disse que havia recursos disponíveis para 200 mil novos contratos. Nos últimos dois meses, foram formalizados 42.934 contratos. Segundo o ministério, 729 mantenedoras de instituições de ensino superior participam atualmente do Fies e 144 estão em fase de adesão.

Mais conteúdo sobre:
Banco do Brasil Fies MEC

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.