Bahia teve as notas mais altas no Provão

A Bahia foi o Estado com maior proporção de notas A e B no Exame Nacional de Cursos (Provão) deste ano, num ranking em que São Paulo ficou na 14.ª posição. Dos 167 cursos baianos avaliados, 43,1% alcançaram os melhores conceitos. Entre os paulistas, esse índice foi 22,3%. O balanço foi feito ontem pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), órgão do Ministério da Educação responsável pelo exame.São Paulo foi o Estado recordista em cursos no teste: 1.268, o equivalente a um quarto do total (5.031). Com 22,3% de As e Bs, os paulistas tiveram, em termos absolutos, o maior número dos dois melhores conceitos: algo em torno de 280. Mas, em relação ao total de cursos no Estado, o índice ficou imediatamente atrás do registrado na Paraíba - onde a proporção de melhores conceitos foi 22,7% - entre apenas 75 cursos avaliados.O desempenho de São Paulo retrata as disparidades na qualidade do ensino das instituições no Estado, que concentra o que há de melhor e de pior em termos de universidade. Dos 86 cursos em todo o País destacados pelo ministério por alcançar conceitos A nas últimas cinco edições do Provão, 11 são oferecidos pela Universidade de São Paulo (USP). O exame distribuiu conceitos A, B, C, D e E entre cursos de 24 carreiras em todo o País. Participaram 370 mil formandos, 54% deles na Região Sudeste.O último colocado no ranking proporcional dos Estados foi o Amapá, onde nenhum dos nove cursos avaliados recebeu A ou B. Nota - Os conceitos do Provão são distribuídos a partir dos resultados médios dos cursos de cada carreira, independentemente de a nota ser alta ou baixa. Assim, em Engenharia Mecânica, por exemplo, cuja média foi 21,5 numa escala até 100, os cursos que ultrapassaram 31,5 pontos receberam A.Em sua sétima edição, o Provão avaliou as seguintes carreiras: Administração, Agronomia, Arquitetura, Biologia, Ciências Contábeis, Direito, Economia, Enfermagem, Engenharias Civil, Elétrica, Mecânica e Química, Farmácia, Física, História, Jornalismo, Letras, Matemática, Medicina, Veterinária, Odontologia, Pedagogia, Psicologia e Química.

Agencia Estado,

15 de dezembro de 2002 | 18h03

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.