Auxiliar de Tarso defende novas mudanças no Provão

O novo presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), Eliezer Pacheco, defende mudanças para ?aperfeiçoar? a medida provisória que criou novas regras de avaliação do ensino superior e, na prática, extinguiu o Provão (Exame Nacional de Cursos). Proposta pelo ex-ministro Cristovam Buarque, a MP tramita no Congresso. Pacheco, anunciado hoje para o cargo, diz que o ministro da Educação, Tarso Genro, quer tornar a avaliação mais precisa, uma vez que a MP é considerada excessivamente vaga.Crítico do Provão, Pacheco evitou detalhar quais seriam as alterações. Mas deu a entender que não pretende propornenhuma mudança muito profunda. Para ele, o debate deve ocorrer no Congresso. ?Não vou chegar para fazer transformaçõesradicais?, disse ao Estado, revelando a disposição de, inicialmente, tomar pé da situação no Inep ? órgão do Ministério da Educação (MEC) encarregado de avaliações como a dos cursos de graduação e o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio),além de estatísticas como o Censo Escolar.Aos 60 anos, Pacheco foi chamado a dirigir o Inep no último sábado, mas só hoje aceitou o convite do ministro da Educação.Atual secretário de Administração da prefeitura de Porto Alegre, ele é filiado ao PT e esteve à frente da Secretaria de Educaçãoquando Tarso foi prefeito da capital gaúcha pela segunda vez, em 2001 e 2002. Pacheco evitou dizer se o novo sistema de avaliação do ensino superior conseguirá fechar cursos comprovadamente de baixaqualidade. O Provão e outras formas de avaliação lançadas no governo Fernando Henrique Cardoso serviram para mostrar o quetodos já sabiam: há no País faculdades de péssimo nível. Apesar de fazer o diagnóstico e induzir melhorias, o sistema concebidopelo ex-ministro Paulo Renato Souza não resultou no fechamento de nenhum curso reprovado.

Agencia Estado,

04 de fevereiro de 2004 | 19h22

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.