Ataque hacker causa lentidão em site de consulta às notas do Enem

Tentativa de invasão dos dados dos participantes do exame partiu de fora do País

Estadão.edu,

28 de dezembro de 2012 | 17h25

O site do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) foi alvo de um ataque hacker no fim da manhã desta sexta-feira, 28. A tentativa de invasão partiu de fora do País, segundo o Estadão.edu apurou, e tinha como objetivo obter dados pessoais dos participantes do Enem. O ataque deixou a página lenta e gerou reclamações de estudantes que tentavam consultar suas notas no exame de 2012, divulgadas por volta de 8h40.

 

Como medida de segurança, técnicos do Inep tiraram o site do ar entre 13h e 13h30, para "blindar" as informações dos candidatos.

 

Durante a tentativa de invasão, a página do instituto registrou picos de cerca de 5 milhões de acessos simultâneos. Às 11h, o número de solicitações por minuto tinha sido 370 mil.

 

Depois que o sistema voltou ao ar, mais estudantes conseguiram verificar suas notas. Até as 13h, cerca de 700 mil alunos acessaram o sistema. Entre 13h30 e 16h, o número de consultas chegou a aproximadamente 840 mil.

 

Para ter acesso ao sistema, o estudante deve informar o número do CPF ou o de inscrição no Enem de 2012, seguido da senha pessoal. Foram publicadas as notas da redação e das quatro provas objetivas (Linguagens e Códigos, matemática, Ciências Humanas e Ciências da Natureza).

 

As provas foram aplicadas em novembro, com a participação de 4,1 milhões de alunos. Com o resultado do Enem, o estudante pode fazer, entre 7 e 11 janeiro próximo, a inscrição no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que oferecerá 129.279 vagas em 101 instituições públicas de educação superior do País.

 

* Atualizada às 18h

Notícias relacionadas
    Tudo o que sabemos sobre:
    EnemHackers

    Encontrou algum erro? Entre em contato

    Tendências:

    O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.