Assembléia define futuro da greve na educação no Rio

Profissionais de educação da rede estadual do Rio, em greve desde 10 de fevereiro, fazem assembléia nesta segunda-feira para avaliar o movimento. O líder do governo na Assembléia Legislativa, deputado Noel de Carvalho, recebe uma comissão do Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação (Sepe) para tentar negociar o fim da paralisação. A categoria reivindica, entre outros pontos, o pagamento imediato do 13.º salário de 2002.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.