WERTHER SANTANA/ESTADÃO
WERTHER SANTANA/ESTADÃO

As escolas estaduais estão protegidas na volta às aulas? TV Estadão foi conferir

Rede recebeu equipamentos de proteção individual e maior verba para retorno presencial; visitamos a Escola Estadual Raul Antônio Fragoso

Iolanda Paz, O Estado de S. Paulo

09 de fevereiro de 2021 | 15h30

As escolas estaduais de São Paulo reabriram para aulas presenciais nesta segunda-feira, 8, nos 516 municípios que autorizaram o retorno. Ao todo, foram 4,5 mil escolas abertas das 5,3 mil que fazem parte da rede. Para garantir a segurança dos alunos, professores e servidores, a Secretaria Estadual de Educação distribuiu equipamentos de proteção individual e fez um investimento de R$ 700 milhões para o ano letivo de 2021.

Por enquanto, as escolas estaduais só receberão 35% dos estudantes, mesmo em cidades na fase amarela do plano de flexibilização da quarentena, como a capital. Além disso, segundo o secretário estadual da Educação, Rossieli Soares, o retorno será opcional em um período que chamou de transição, que durará de "duas a três semanas".

Na Escola Estadual Raul Antônio Fragoso, em Pirituba, 76% dos pais optaram pela volta presencial neste primeiro momento. O diretor Fernando Teruel conta que utilizou o dinheiro repassado à escola para reformar os sanitários, pintar o prédio, comprar equipamentos de combate à covid-19 e, ainda, materiais pedagógicos e livros. Nesta primeira semana de aulas, 123 alunos voltarão seguindo os protocolos de segurança.

Conforme informado pela Secretaria Estadual de Educação, foram comprados e distribuídos à rede insumos de combate ao coronavírus, como 12 milhões de máscaras de tecido, 440 mil face shields, mais de 10 mil termômetros a laser, 112 mil litros de álcool em gel, 221 mil litros de sabonete líquido, 10 mil totens de álcool em gel e 78 milhões de copos descartáveis.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.