Armários são alternativa ao desconforto das mochilas

Para evitar que seus alunos tenham de enfrentar o desconforto de trazer e levar mochilas ou bolsas pesadas, muitas escolas particulares estão oferecendo armários fechados a chave, onde livros, apostilas e cadernos podem ficar guardados. Para casa, os alunos só levam o material que precisam estudar naquele dia ou às vésperas das provas. O modelo lembra o adotado em algumas escolas americanas, que também oferecem um espaço exclusivo aos estudantes."A preocupação é com o peso das mochilas, que vão mais leves, mas também há um cunho pedagógico, por ser algo que faz com que as crianças trabalhem de maneira mais organizada", diz o diretor da unidade Morumbi do Colégio Pentágono, Edson Keller.Na escola, desde a 1ª série, os alunos dispõem de armários. Até a 4ª série, a professora controla as chaves dos armários, instalados no interior das próprias salas de aula. A partir da 5ª série, porém, cada um se organiza e usa o armário como quer. Dos cerca de 500 alunos, 130 usam os armários.No Santa Cruz, o mesmo modelo funciona há cerca de cinco anos. Dos 2.300 alunos, aproximadamente 1.500 usam os armários em vez de carregar todos os dias mochilas pesadas nas costas. São armários individuais. Cada aluno recebe sua chave. O serviço está disponível da 1.ª série do ensino fundamental até a 3ª série do ensino médio.O Santa Cruz cobra R$ 5,00 - para a confecção de outra chave, em caso de perda. No Pentágono, unidade Perdizes, o serviço é gratuito neste ano, mas era cobrado até o ano passado. O Sagrado Coração de Jesus cobra R$ 60 por ano.

Agencia Estado,

07 de fevereiro de 2003 | 23h12

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.