Após viagem de Curitiba a SP, candidata se atrasa para a Fuvest

Apesar do minuto de tolerância dado na Unip Paraíso, estudante não conseguiu chegar a tempo; não há possibilidade de refazer o exame

Bárbara Ferreira Santos, Luiz Fernando Toledo e Paulo Saldaña, O Estado de S. Paulo

30 Novembro 2014 | 13h15

SÃO PAULO - Os fiscais da Unip Paraíso, na zona sul da cidade, deram um minuto de tolerância antes de fechar o portão. O tempo extra, entretanto, não impediu que a cena se repetisse. Às 13h03, a estudante Helena Gusmão, de 25 anos, chegou no local e ficou para fora, com mala de viagem. Foi a única atrasada na unidade.

Ela veio de Curitiba, no Paraná, para fazer o exame. "A culpa foi minha mesmo, peguei o ônibus muito tarde", disse ela, que saiu às 6h20 da capital paranaense. Helena já é formada em Engenharia de Produção e queria fazer Administração na USP. "Agora vou fazer alguma coisa por aqui. Vou na casa de uma amiga", afirmou.

Também houve atrasados no prédio da Engenharia Civil da Escola Politécnica, no câmpus Butantã da Universidade de São Paulo (USP), e na UniNove Barra Funda, ambos na zona oeste da capital. Os candidatos que perderam a prova, porém, não quiseram falar com a imprensa. O edital não permite que os atrasados refaçam o exame. 

Os candidatos terão cinco horas para fazer o teste, de 90 questões de múltipla escolha, que vale como primeira fase da Fuvest. A disputa é por 11.057 vagas na USP e 120 em Medicina na Santa Casa. 

Mais conteúdo sobre:
fuvest 2015

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.