Após decisão que suspende atividades na USP Leste, aulas seguem no câmpus

Justiça deu prazo de 30 dias para que as aulas sejam interrompidas; estudantes da unidade fazem assembleia nesta sexta

Victor Vieira, O Estado de S. Paulo

22 Novembro 2013 | 10h28

Após a Justiça dar prazo de 30 dias para suspender as atividades no câmpus Leste da Universidade de São Paulo (USP), as aulas seguem normalmente na unidade nesta sexta-feira, 22. As obras no câmpus da USP Leste já foram interrompidas, ainda segundo a Assessoria de Imprensa da instituição, como também determina a sentença. Nesta sexta, os alunos da USP Leste fazem assembleia para discutir o problema e a possibilidade de fazer greve.

O Ministério Público do Estado de São Paulo entrou com uma ação civil pública por causa de contaminação do terreno do câmpus Leste. A juíza da 2ª Vara da Fazenda Pública Laís Helena Bresser Lang Amaral concedeu a decisão liminar, que tem caráter provisório, para assegurar "a integridade física" de alunos, professores e funcionários da unidade. Na sentença, a magistrada ainda exige avaliação ambiental completa do terreno contaminado.

A Assessoria de Imprensa da universidade informou que recorrerá da decisão assim que for notificada. Ainda não há informações sobre os locais que poderiam receber as atividades acadêmicas se for feita a transferência.

Nesta sexta-feira, às 18h, os estudantes da USP Leste fazem uma assembleia no câmpus para discutir os problemas ambientais, a paralisação de aulas e obras, além da possibilidade de retomar greve. Entre setembro e outubro, os estudantes, funcionários e professores da unidade fizeram paralisação de 50 dias em protesto contra a contaminação do terreno.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.