Após apelo de professores, USP Leste adia novamente começo das aulas

Novo calendário deve ser divulgado na semana que vem; parte dos alunos quer suspensão do semestre

Victor Vieria, O Estado de S. Paulo

21 Março 2014 | 18h58

A diretoria do câmpus Leste da Universidade de São Paulo (USP) decidiu no fim da tarde desta sexta-feira, 21, adiar novamente o começo das aulas da unidade. O pedido foi feito nesta sexta pela Comissão de Graduação da unidade, que criticou a falta de espaço adequado e tempo para organizar as atividades. O início do ano letivo era previsto para segunda-feira, 24.

Outra crítica de docentes e alunos é a fragmentação das aulas, que foram transferidas para uma faculdade particular e uma Faculdade de Tecnologia (Fatec), na zona leste, uma Escola Técnica Estadual (Etec), no centro, e outras unidades da USP, no câmpus Butantã e no quadrilátero da Saúde, em Pinheiros, ambos na zona oeste da capital.

Ainda não há definição sobre o novo calendário. Apesar da decisão, haverá funcionários e professores para receber os alunos que chegarem aos locais de aulas na segunda-feira. Revoltados com a indefinição, parte dos estudantes já defende a suspensão do semestre letivo. As outras unidades iniciaram suas atividades em 17 de fevereiro, como previa o calendário oficial da universidade.

Mais conteúdo sobre:
usp lesteusp

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.