Apeoesp entrará com ação judicial contra o Saresp

Sindicato de professores afirma que mau desempenho dos alunos comprometeria os bônus a serem distribuídos

Estadão.edu

19 Novembro 2010 | 18h30

Em nota enviada nesta sexta-feira, o Apeoesp, Sindicato dos Professores do Ensino Oficial de São Paulo, afirma que entrará com ação judicial coletiva pedindo a anulação do exame do Saresp, realizado nods dias 17 e 18 de novembro  em todo o estado. 

 

Conforme a nota, a prova, feita por 2,5 milhões de alunos, "ocorreu com muitos erros e problemas que colocam em xeque a sua credibilidade".  O sindicato afirma ainda que houve "relatos de gabaritos e folhas de respostas que não correspondiam às respectivas disciplinas, uso de celular durante a prova e até mesmo imagens de uma professora auxiliando um aluno a responder às questões".

 

Os resultados do Saresp, consolidados no Idesp (Índice do Desenvolvimento Educacional do Estado de São Paulo), são a base para a definição dos valores a serem pagos às equipes escolares na forma de bônus resultado. Isto significa que o modo como é realizada a prova do Saresp afeta diretamente os professores e demais profissionais do magistério, pois altera os valores dos bônus a que terão direito.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.