Americanos recém-formados viram professores voluntários

A organização norte-americana Teach for America (Ensinar pela América), que recruta recém-formados para dar aulas em escolas públicas dos Estados Unidos, viu multiplicar o número de interessados em seu programa de voluntariado. As inscrições saltaram de 5 mil em 2001 para 16 mil neste ano, informou Wendy Kopp, a fundadora da ONG. As causas principais, segundo o jornal Columbia Spectator, são a hesitação dos jovens em entrar num mercado de trabalho incerto e a vontade de dedicar alguns anos a ações que melhorem a educação de comunidades pobres.Desde 1990, quando foi criada, a Teach for America mobilizou 10 mil voluntários, que se comprometem a atuar em escolas de periferia e da zona rural com altos índices de evasão e fracasso escolar. O aumento de interessados fez a ONG tornar a seleção mais rigorosa, optando por ?jovens mais comprometidos com a redução das desigualdades na educação?, disse Kopp. Ao serem aceitos, os professores voluntários passam por cinco semanas de treinamento intensivo para, então, dedicar dois anos aos desafios nas escolas.

Agencia Estado,

09 de outubro de 2003 | 14h32

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.