Alunos participam de avaliação do ensino de ciências

Cerca de 12 mil alunos com 15 anos de idade, que estudam na 8ª série do ensino fundamental ou no ensino médio, em escolas públicas e particulares, vão participar este ano do Programa Internacional de Avaliação de Alunos (Pisa). A prova, que acontece a cada dois anos, será sobre o aprendizado de ciências. Participam 633 escolas selecionadas por sorteio.O Pisa é realizado pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), organismo que congrega os países desenvolvidos da Europa, Estados Unidos, Japão e alguns emergentes. Em 2006, a prova será aplicada em 57 países, apenas para alunos com 15 anos, e seu objetivo é avaliar o desempenho na disciplina de ciências.Para superar as deficiências históricas que se refletem na formação dos alunos brasileiros das escolas públicas, o MEC está desenvolvendo uma série de ações de reforço para a qualificação dos professores que trabalham com as séries finais do ensino fundamental e com o ensino médio. Segundo o secretário de Educação Básica, Francisco das Chagas, entre as iniciativas de maior peso, destaca-se o repasse de recursos da União para os Estados aplicarem nos sistemas de ensino médio.Em 2004, o repasse foi de R$ 200 milhões para dez estados do Nordeste e para o Pará. Em 2005, o valor subiu para R$ 400 milhões para Estados de todo o País. O livro didático para o ensino médio é outra ação de reforço. Em 2006, os alunos das escolas públicas receberam livros de matemática e português. Em 2007, eles receberão o livro de ciências. A política do MEC, diz Chagas, é universalizar a oferta de livros de todas as disciplinas do ensino médio, como já ocorre com o ensino fundamental.Para qualificar os professores, o secretário destaca o Programa de Formação Inicial para Professores em Exercício no Ensino Fundamental e Médio (Pró-Licenciatura) que oferece, gratuitamente, cursos de graduação a distância para professores da rede pública que atuam nas séries finais do ensino fundamental e no ensino médio. Desde 2005, 39 instituições públicas de ensino superior, em todas as regiões, oferecem graduação em cursos de pedagogia, matemática, física, química e biologia. A Universidade Aberta do Brasil (UAB) também tem postos em municípios de todo o País com oferta de licenciaturas, prioritariamente, em matemática, química, física e biologia.

Agencia Estado,

01 de junho de 2006 | 17h25

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.