Alunos ocupam administração da USP São Carlos

Estudantes dos câmpus do interior apoiam protestos da capital, onde a reitoria está ocupada desde o dia 1º

Rene Moreira e Victor Vieira, O Estado de S. Paulo

18 Outubro 2013 | 12h42

FRANCA - Mais de 200 estudantes ocuparam o prédio da prefeitura do câmpus da USP de São Carlos no fim da tarde dessa quinta-feira, 17. Eles acompanham a manifestação que começou entre os estudantes da capital e que pede, entre outros protestos, a democratização na escolha para reitoria. Há ainda reivindicações locais, como mudanças no bar, na lanchonete e até na unidade de saúde do câmpus, que corre o risco de fechar. Os alunos da USP São Carlos também reclamam de perseguição contra lideranças do movimento estudantil.

O prédio ocupado responde por vários serviços que podem ficar prejudicados. Funcionários tentaram convencer os estudantes a deixarem o local na manhã desta sexta-feira (18). Mas apesar de uma parte ter acatado a sugestão, mais de 40 seguiam no imóvel.

Os manifestantes marcaram reuniões para explicar o movimento aos demais alunos e resolveram paralisar as aulas. Uma nova assembleia está prevista para ocorrer apenas na terça-feira, 22. De acordo com a assessoria de imprensa da USP São Carlos, não houve registro de incidentes ou depredações durante o protesto. Os dirigentes do câmpus avaliam a possibilidade de uma reunião com os manifestantes.

Mais conteúdo sobre:
usp são carlos protesto reitoria

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.