Alunos ingleses poderão aprender idioma Elvish

Não, você não está na Terra Média, e sim no centro da Inglaterra. Mesmo assim, uma escola está oferecendo a seus alunos a chance de freqüentar um curso de Elvish. Os matriculados no Turves Green Boys´ Technology College, em Birmingham, segunda maior cidade inglesa, têm tido a oportunidade de receber lições extra-classe de Sindarin, a forma coloquial do idioma Elvish, inventado pelo criador da epopéia ?O Senhor dos Anéis?, J.R.R. Tolkien. A Cordenadora Educacional da escola, Zainab Thorp, disse esperar que as classes ajudem a incrementar a auto-estima dos alunos, alguns dos quais têm dificuldades de aprendizado. ?O sucesso recente dos filmes baseados em ?O Senhor dos Anéis? aumentou o interesse em aprender Elvish?, afirmou Thorp. ?Os meninos adoram. E ajuda a romper com a idéia de que a educação deve ter como único objetivo a formação para o mercado de trabalho?. Segundo Thorp, Tolkien era um especialista em idiomas antigos e desenvolveu duas formas do Elvish. A forma Sindarin estava baseada em fonemas gaélicos e tinha um uso corrente, coloquial, enquanto que o Quenya, mais parecido com o finlandês, tinha uso litúrgico. ?Alguns dos garotos são bastante envolvidos com jogos do tipo RPG. Saber falar Sindarin é muito interessante para eles quando têm que dar ordens a seus exércitos Elvish?, disse Thorp. ?O curso também poderá ser bastante útil para aqueles dentre eles que quiserem entrar para uma faculdade, uma vez que proporciona o contato com alguns dos manuscritos antigos de Tolkien. Isto ajuda a desenvolver algumas habilidades bastante complexas?.

Agencia Estado,

06 de março de 2004 | 03h53

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.