Alunos de escolas públicas são escolhidos para estudar nos EUA

Os jovens foram selecionados em programa da embaixada norte-americana e vão ficar 3 semanas no país

Jornal da Tarde

08 Janeiro 2010 | 11h59

Trinta e cinco estudantes de escolas públicas brasileiras, selecionados para participar do Programa Jovens Embaixadores, embarcam hoje para os Estados Unidos. Eles irão estudar, por três semanas, com todas as despesas pagas. "É incrível estar aqui. Estou muito animada", diz a estudante Gabrielle Vieira Cavalheira, de 17 anos, de São Paulo. Ela terminou o ensino médio na Escola Estadual Júlio Ribeiro e foi monitora de inglês no projeto Escola da Família. "Esta foi a terceira vez que me inscrevi e a única que cheguei até a final", conta. O voluntariado é um item fundamental para o candidato ser aceito.   Segundo a adida cultural da Embaixada dos EUA e responsável pelo programa, Jean Manes, não se trata de um projeto voltado somente para quem tem um bom desempenho escolar. "Queremos pessoas com caráter e potencial. São estudantes que nós acreditamos que serão líderes do Brasil." Os estudantes passarão uma semana em Washington e depois serão divididos em grupos que ficarão em Oklahoma, Carolina do Norte, Montana e Washington, hospedados em casas de famílias norte-americanas. Os alunos brasileiros frequentarão escolas de ensino médio, farão atividades de voluntariado e apresentações sobre o Brasil. O programa foi criado no Brasil em 2002 e hoje é replicado em 16 outros países. Para esta edição, que é a 8ª, foram registradas 4 mil inscrições de alunos da rede pública de ensino. A iniciativa é da Embaixada dos EUA no Brasil em parceria com empresas privadas.

Mais conteúdo sobre:
pontoedu embaixada EUA escola pública

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.