Alunos da USP Leste protestam no câmpus Butantã

Estudantes reclamam dos locais alternativos para as aulas oferecidos pela administração na semana passada

Victor Vieira, O Estado de S. Paulo

25 Março 2014 | 17h05

Atualizada às 23h11

SÃO PAULO - Cerca de 60 alunos fizeram na tarde desta terça-feira, 25, uma manifestação contra os problemas da USP Leste, em frente à reitoria da universidade, no Butantã, zona oeste. Os estudantes reclamam dos locais alternativos para as aulas oferecidos pela administração da USP na semana passada.

Com faixas e gritos de protesto, os manifestantes reivindicam a descontaminação do câmpus da USP Leste, interditado judicialmente desde janeiro por problemas ambientais. Os prédios provisórios oferecidos para as aulas são os de uma instituição particular, de uma Faculdade de Tecnologia (Fatec), de uma escola técnica e outros edifícios da USP, na zona oeste.

"A Reitoria definiu um local às pressas, não houve tempo para preparar a transferência das aulas. Queremos saber o que tem sido feito para descontaminar o câmpus", disse Gustavo Soares, aluno do 5.º do curso de Marketing. "Também queremos saber qual é o cronograma da Reitoria para resolver os problemas ambientais"

O ato desta terça-feira ocorreu em frente ao prédio, no câmpus Butantã, onde se reúne o Conselho Universitario, orgão máximo da instituição.

Mais conteúdo sobre:
USP Leste

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.