Alunos com necessidades especiais ganham bolsas do ProUni

O Programa Universidade para Todos (ProUni) selecionou 297 alunos com necessidades especiais no segundo semestre de 2006. Esses estudantes não precisam comprovar estudo em escola pública para garantir a bolsa.A idéia, segundo o diretor de Modernização e Programas do Ensino Superior do MEC, Celso Carneiro Ribeiro, é incentivar cada vez mais o ingresso de pessoas com necessidades especiais na universidade. "Os deficientes não estão sujeitos à comprovação de terem cursado o ensino médio na escola pública, devendo apenas fazer a confirmação de renda familiar. Isso é mais uma maneira de incentivar e aumentar a participação dessas pessoas no ensino superior", afirmou.Mais de 200 mil universitários se inscreveram na edição atual do ProUni. Destes, 43.614 estão pré-selecionados e até o dia 14 de julho devem fazer suas inscrições n as universidades onde foram contemplados e comprovar dados informados no momento da inscrição, como renda familiar por exemplo. O candidato que não comparecer no prazo estabelecido perderá a bolsa de estudos. A lista com os pré-selecionados encontra-se no portal do MEC e pode ser conferida também pelo telefone 0800.616161. Para saber se foi contemplado, o candidato deve ter em mãos o número de inscrição no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) do ano passado. O ProUni ofereceu, no primeiro semestre deste ano, 91 mil bolsas de estudo e outras 47 mil, neste segundo semestre. Em 24 de julho, o MEC divulgará o resultado da reclassificação.

Agencia Estado,

29 de junho de 2006 | 17h03

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.