Alckmin anuncia contratação de 25 mil professores para 2012

O governador do Estado de São Paulo garantiu que atualmente sobram vagas nas escolas estaduais

Gustavo Uribe, Agência Estado

10 Fevereiro 2011 | 14h44

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, informou nesta quinta-feira, 10, que autorizou a contratação de 25 mil novos professores para a rede estadual de ensino. De acordo com ele, os profissionais serão convocados no primeiro semestre deste ano e passarão a atuar nas salas de aula em 2012.

 

"Esses 25 mil serão concursados e efetivados, ou seja, serão chamados agora e farão um curso." O Estado de São Paulo conta atualmente com 110 mil docentes efetivos e 100 mil temporários, sendo 78 mil estáveis. O governador garantiu que atualmente sobram vagas nas escolas estaduais e disse que pediu à Secretaria de Educação que estude a oferta de mais vagas em locais onde a procura é maior. "Nós temos mais vagas que alunos; nós temos mais de 100% de vagas", ressaltou.

 

Alckmin ministrou aula, na manhã de hoje, para alunos da 4ª série da Escola Estadual Henrique Dumont Villares, no bairro de Jaguaré, na zona oeste da capital paulista. O evento marcou o início do ano letivo de 2011 na rede estadual de ensino, cujas aulas começaram hoje.

 

A uma sala de 25 alunos, de faixa etária entre nove e 10 anos, o governador ensinou noções de anatomia humana, com explicações sobre os sistemas circulatório, respiratório, digestivo, nervoso e locomotor. O "professor" levou um estetoscópio para que os estudantes ouvissem a batida do seu coração e tirou a pressão de alguns alunos. "Escutou? Está batendo forte, é que estou meio nervoso", disse, em referência ao seu batimento cardíaco.

 

Em menos de dois meses de mandato, essa é a terceira aula ministrada pelo governador, que tem experiência no magistério. Alckmin já lecionou química orgânica num cursinho e medicina e comércio exterior na Universidade Metropolitana de Santos (Unimes). As câmaras dos jornalistas tiraram a atenção dos alunos que, após dez minutos de aula, já estavam dispersos. Diante do ruído, o governador, em carregado tom professoral, iniciou uma série de brincadeiras, para atrair a atenção dos estudantes para a aula. "A pressão está boa, acho que ela está apaixonada", disse a uma aluna, após medir a pressão da menina.

 

Ao explicar que o sistema locomotor é formado por ossos, ressaltando que eles são duros, o governador recebeu uma resposta irônica de uma estudante. "É claro, se fossem moles, a gente caia." No final da aula, os estudantes cumprimentaram Alckmin e tiraram uma foto ao seu lado. A mais falante da classe, a estudante Emily Santos, de nove anos, aprovou o desempenho do governador. "Ele foi muito bonzinho. Eu aprendi bastante."

Mais conteúdo sobre:
Geraldo Alckmineducação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.