Agora há cota até para estudantes do Amazonas

O governador do Amazonas, Eduardo Braga (PPS), sancionou nesta segunda-feira o projeto de lei que estabelece cotas para candidatos de fora do Estado a vagas na Universidade do Estado do Amazonas (UEA). Os estudantes de outros Estados disputarão apenas 20% das vagas disponíveis. As demais serão destinadas aos estudantes que cursaram o segundo grau no Amazonas."Estamos restabelecendo a justiça no ensino no Amazonas", disse o governador.No último vestibular da UEA, por exemplo, mais de 80% dos aprovados para o curso de Medicina vieram de outros Estados. "A UEA destina-se aos estudantes amazonenses, que irão exercer a profissão em nosso Estado. De que adianta formar um médico para ir trabalhar no Sul do País enquanto temos muita carência deste tipo de profissional?", argumenta o governador.Para o reitor da Universidade do Estado do Amazonas, Lourenço Braga, haverá reação à medida. "Um jornal do Rio já me chamou até de xenófobo. Se defender o interesse de nossos jovens é praticar xenofobia, então eu sou mesmo", disse o reitor.As provas estão ano serão em duas etapas. A primeira, em 25 de julho, com 70 questões objetivas, de múltipla escolha. Serão classificados para a segunda fase três candidatos por vaga. A prova da segunda etapa será em 29 de agosto - 50 questões de duas disciplinas específicas por área e a redação.

Agencia Estado,

31 de maio de 2004 | 23h07

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.