Acordo evita greve de professores na PUC

Os professores da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) entraram em acordo ontem com a reitoria para o reajuste salarial. A hipótese de greve imediata da categoria foi descartada. Os professores receberão 4% de aumento retroativo a março, 3,85% em junho e 7,8% em setembro. Enquanto isso, funcionários da universidade - que trabalham em funções não docentes - estão paralisados por tempo indeterminado, desde quarta-feira passada.

Agencia Estado,

02 de abril de 2003 | 16h20

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.