Acompanhe ao vivo debate sobre violência juvenil

O Itaú Cultural recebe hoje personalidades que representam frentes diferentes da educação brasileira para falar sobre violência. Com a instalação Claro Explícito de Bia Lessa como cenário, a apresentadora Soninha, o escritor Ferréz, a pesquisadora Miriam Abramovay e o Secretário da Educação Gabriel Chalita dicutem o tema "Vida de jovem: violenta ou violentada?". A conversa poderá ser acompanhada ao vivo, pelo link a partir das 10h15. O debate começa às 10 horas, na sede do instituto, na Av. Paulista e é aberto ao público. A transmissão pelo instituo Embratel tem início às 10h15. O secretário da Educação de São Paulo adiantou ao estadao.com.br algumas das posições que defenderá no debate, mediado pelo jornalista Heródoto Barbeiro. A gravação a partir de hoje à tarde, pelo link . Um dos possíveis pontos nevrálgicos da discussão é a Febem - foco histórico de violência juvenil. Só este ano, em que ela passou aos cuidados da secretaria, ocorreram dez rebeliões em diferentes unidades da instituição. Sobre os caminhos que a secretaria planeja para a Febem, Chalita compromete-se com a multiplicação de atividades pedagógicas para os internos e o aumento da proximidade com a família, com a criação de postos próximos à sua residência e o aumento de casos de liberdade assistida. ?A ampliação dos programas de liberdade assistida e a construção de unidades menores, tanto na capital como no interior, além da proximidade com a família, com os amigos e com o lugar de origem desses meninos e meninas são contribuições nesse sentido?. O secretário observa, entretanto, que as atividades de ensino ainda são as grandes forças na formação de cidadãos conscientes de seus papéis na sociedade.Sobre o assunto, o secretário vai conversar com Reginaldo Ferreira da Silva, o Ferréz, autor dos livros Fortaleza da Desilusão e Capão Pecado, esse último sobre o bairro onde mora, Capão Redondo, um dos mais violentos da capital; com a apresentadora Soninha, especializada em público juvenil e com a professora Miriam Abramovay, representante do departamento de Educação, Ciência e Cultura da Unesco e autora de importantes textos sobre o assunto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.