Abstenção na Unifesp foi de 8,9%

Pouco mais de mil estudantes deixaram nesta quinta-feira de fazer a primeira prova do vestibular da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). O índice de abstenção foi de 8,9%. O exame teve 90 testes de várias disciplinas. A prova de biologia, como é a mais ligada à área de atuação da Unifesp, foi muito difícil, segundo análise do professor do Objetivo, Marcelo Alex Leal.Em geografia, também não foi diferente. "Esse vestibular é bastante concorrido e por isso precisa selecionar bem os candidatos", disse a professora Vera Lúcia da Costa Antunes. Predominaram os mapas e as tabelas, nas quais os alunos deviam se basear para responder as questões. A concorrência ao curso de Medicina da Unifesp este ano está em 88,7 candidatos por vaga.O vestibular oferece vagas ainda para Enfermagem, Fonoaudiologia, Tecnologia Oftálmica e Ciências Biológica. Hoje, é a vez do exame com questões de português, inglês e uma redação. O vestibular da Unifesp tem apenas uma fase e termina amanhã, com as provas dissertativas de biologia, química, física e matemática.

Agencia Estado,

19 de dezembro de 2002 | 21h10

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.