Abertas inscrições para a Olimpíada Brasileira de Física

Estão abertas, até 15 de julho, as inscrições para o cadastramento dos professores de escolas de ensino médio de todo o País que desejarem que seus alunos participem da oitava edição da Olimpíada Brasileira de Física (OBF), organizada pela Sociedade Brasileira de Física (SBF). Depois de credenciados, os professores poderão inscrever quantos alunos quiserem para a primeira fase da OBF, cujas provas ocorrerão em agosto. A SBF espera 60 mil participantes; em 2005, foram 45.625 alunos, de 3.070 escolas de todos os Estados brasileiros. O evento serve de preparação para a Olimpíada Internacional de Física, que neste ano será em Cingapura e no ano que vem no Irã, e para a Olimpíada Ibero-americana de Física, que em 2006 acontecerá em Portugal e em 2007, na Argentina, além de ser um instrumento para despertar e estimular o interesse pela Física.Para que o aluno possa participar da OBF, é preciso que sua escola tenha pelo menos um professor credenciado no evento. Para este credenciamento, cada escola deverá preencher o cadastro de inscrição online, no site da Olimpíada. A escola que não possuir conexão com a internet deverá solicitar o formulário impresso à coordenação da OBF em seu Estado (o endereço constará nos cartazes que serão distribuídos a partir da semana que vem) ou à secretaria geral do evento (obfisica@sbfisica.org.br). As inscrições são gratuitas e poderão participar estudantes que estiverem regularmente matriculados no ensino médio.A OBF é realizada em três fases. A primeira será uma prova de múltipla escolha, no mês de agosto, nas próprias escolas que inscreveram seus alunos. A segunda fase, uma prova discursiva, será realizada em setembro, em locais determinados pelo coordenador estadual. Participarão da segunda fase os estudantes que atingirem na primeira um número mínimo de acertos, definido pela Comissão da Olimpíada Brasileira de Física. A terceira fase ocorrerá em novembro, na sede da Coordenação Estadual, com a participação dos estudantes que se classificarem na segunda fase. As provas da terceira fase têm uma parte com experimentos. Os alunos melhor classificados farão parte de um grupo do qual serão selecionadas as equipes para representar o Brasil na Olimpíada Internacional de Física e na Olimpíada Ibero-americana de Física. O Brasil, que participa dessas olimpíadas através da OBF desde 2000, já apresenta um bom desempenho, obtendo menções honrosas e medalhas. Na Internacional, em 2005, conquistou uma medalha de bronze e duas menções honrosas, entre mais de trezentos estudantes de setenta países. Já na Ibero-americana, que inclui 19 países da América Latina mais Portugal e Espanha, os estudantes brasileiros conquistaram, em 2004 e 2005, o primeiro lugar, com duas medalhas de ouro, uma de prata e uma de bronze.

Agencia Estado,

23 de junho de 2006 | 17h52

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.