‘A principal barreira é cultural’

Cursos de MBA online ainda sofrem para alcançar mesma credibilidade dos presenciais

Entrevista com

Paula Braga, especialista em MBA

Tatiana Cavalcanti, Especial para O Estado

30 Agosto 2015 | 03h00

Os cursos de MBA a distância ainda sofrem para alcançar a credibilidade dos presenciais, mesmo oferecendo a mesma qualidade no ensino. Aos poucos, essa modalidade vem sendo mais aceita por empresas e até potenciais estudantes, que ainda resistem a esse tipo de ensino. Mas o caminho ainda é longo para uma aceitação similar, segundo a especialista em MBA Paula Braga, consultora de desenvolvimento pessoal e profissional da Orange Coaching e blogueira do Estado.

Por que o MBA a distância ainda sofre certa resistência no Brasil?

Um grande obstáculo à aceitação dessa plataforma é a própria tecnologia. O ensino a distância requer uma estrutura de internet muitas vezes incompatível com a que o aluno possui e isso causa ruídos na transmissão do conhecimento. Se a internet fica caindo durante a aula, a chance de dispersar se torna imensa.

Por que essa especialização online ainda é vista com ressalvas?

A principal barreira é cultural. Ensino presencial ainda é visto como melhor, independentemente de o ser ou não. Isso, claro, partindo de uma mesma base de comparação. O fator primordial para um MBA ser valorizado é o nome da escola. Ponto. Mas, em se tratando de uma opção ao vivo e à distância, ao vivo vence. O sistema online é relativamente novo e, como qualquer inovação, tem seu período de adaptação. Há alguns anos, seria impensável fazer reuniões importantes via teleconferência ou videoconferência. E, atualmente, isso já é lugar comum nas empresas. Da mesma maneira, hoje apenas 30% dos meus clientes fazem as sessões de coaching presencialmente. O resto é via Skype.

Como mudar essa cultura?

Somente com o tempo. Mas hoje em dia o tempo de mudanças é muito mais veloz. À medida em que mais profissionais forem adotando esse método, mais aceito ele será. A gente tem a tendência de gostar de pessoas que são parecidas com a gente. Então, se eu, recrutador, tiver feito um MBA a distância, provavelmente também vou valorizar o candidato que fez um curso similar ao meu.

O networking funciona em EAD?

Da parte dos alunos, considero que o principal descompasso do ensino a distancia é em relação ao network. Conexões, amizades, parcerias ainda são mais prováveis e naturais quando existe um olho no olho, uma convivência. Isso é sim um ponto fraco do ensino a distancia. Não conduz à cervejinha depois da aula.

Algum conselho na hora de buscar um curso de MBA online?

Muitas pessoas buscam um MBA visando uma mudança na carreira, seja ela uma promoção, troca de empresa ou até uma guinada mais radical. A capacitação do aluno para o mercado torna-se então um fator de grande importância na seleção do curso. Um ponto importante para prestar atenção é se a versão online do curso que você está buscando proporciona acesso aos serviços de carreira da universidade. Por serviços de carreira entenda-se acesso ao banco de vagas, coaching, auxílio para revisão de currículo etc. Tem algumas faculdades top que proporcionam esses serviços somente para MBAs presenciais. Então, para não comprar gato por lebre, vale verificar isso.

Mais conteúdo sobre:
MBA Online

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.