59 instituições querem elaborar questões do Enem

Após capacitar instituições, MEC vai pagar por cada item criado, testado e aprovado

Estadão.edu

05 Maio 2011 | 19h48

Cinquenta e nove instituições públicas de ensino superior se cadastraram para elaborar questões do Enem. Elas serão pagas por cada item criado, testado e aprovado. O governo reservou R$ 100 milhões para esta iniciativa, cujo objetivo é ampliar de 10 mil para 100 mil o número de itens na base de dados do exame e transferir, às instituições, expertise em avaliações de larga escala.

 

As questões do Enem deixarão de ser feitas exclusivamente por professores ou especialistas contratados diretamente para a tarefa. Com a ampliação do banco de itens, o governo espera conseguir realizar duas edições do Enem por ano e, no futuro, informatizar as provas.

 

Na próxima etapa do processo de elaboração de itens, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), órgão responsável pelo exame, vai capacitar os coordenadores gerais e coordenadores de área de todas as instituições inscritas. O treinamento será em avaliação, instrumentos de medidas, matrizes de referência, elaboração e revisão de itens.

 

Após essa fase, o Inep celebrará convênio com as instituições. Só depois terá início o processo de elaboração de itens.

 

Das 59 instituições cadastradas, 7 são Centros Federais de Educação Tecnológica (Cefets), 5 são Fundações Universitárias e 2 são Centros Federais. As demais são universidades federais e estaduais.

 

Demanda. Os itens devem conter questões objetivas, compostas por um texto-base, enunciado, cinco alternativas e apenas uma resposta correta, além de uma justificativa para cada alternativa. Os itens terão de atender às matrizes de habilidades e competências do Enem. Todos os itens passarão por uma revisão do Inep.

 

Os colaboradores receberão por item integrado ao banco. O incentivo financeiro às instituições será proporcional ao número de questões elaboradas e aprovadas. Para isso, é necessário que a instituição prepare, no mínimo, 500 questões.

 

O Enem tem, ao todo, 180 questões em quatro áreas do conhecimento: matemática e suas tecnologias; linguagens, códigos e suas tecnologias; Ciências Humanas e suas tecnologias; Ciências da Natureza e suas tecnologias.

Mais conteúdo sobre:
Ensino superior MEC Enem Vestibular

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.