FELIPE RAU/ESTADÃO
FELIPE RAU/ESTADÃO

5 milhões de estudantes são esperados para o 2º dia do Enem; 'Estado' fará correção

Candidatos fazem neste domingo as provas de Matemática e Ciências da Natureza; gabarito oficial sai no próximo dia 13

Redação, O Estado de S.Paulo

10 de novembro de 2019 | 05h00
Atualizado 11 de novembro de 2019 | 17h18

SÃO PAULO - Após passarem pelas provas de Linguagens, Ciências Humanas e Redação, os cerca de 5,1 milhões de inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019 fazem neste domingo, 10, o segundo dia da avaliação, que terá 90 questões de Matemática e suas Tecnologias e Ciências da Natureza e suas Tecnologias. 

Estado fará neste domingo, a partir das 20h15, a correção ao vivo do exame com professores do colégio e cursinho Objetivo. Os internautas podem participar com perguntas e comentários enviados pela página do Estado no Facebook.

Segundo a programação do MEC, as provas seguirão o horário oficial de Brasília com aplicação simultânea em todo o País. Os portões abriram ao meio-dia  e fecharam às 13 horas. O exame teve início às 13h30, com cinco horas de duração.

Reforço no transporte em São Paulo

Em São Paulo, houve reforço no transporte público e alterações no trânsito da Avenida Paulista, que ficará aberta para veículos até as 13 horas.

Ministério da Educação (MEC) recomenda que o candidato saia cedo de casa para evitar transtornos e atrasos. Também é importante estar atento a possíveis manifestações ou atos políticos no País.

Por causa do exame, a Prefeitura de São Paulo decidiu permitir o tráfego de veículos no período da manhã em vias que fazem parte do Programa Ruas Abertas. Assim, os carros vão poder circular até as 13 horas por ruas que normalmente têm trânsito restrito aos domingos, como a Paulista, a Avenida Sumaré e a Rua Medeiros de Albuquerque.

Metrô também anunciou reforço da frota nas Linhas 1-Azul e 3-Vermelha, as mais movimentadas. A estratégia tem como objetivo agilizar o deslocamento dos passageiros, segundo a companhia.

Já a SPTrans aumentou o número de ônibus de 72 linhas de São Paulo. Ao todo, 259 veículos serão incluídos na operação.

Veja o que é necessário levar no dia do exame

Assim como nas edições anteriores, para o Enem 2019 é obrigatório ter em mãos apenas os dois seguintes itens:

  • Documento oficial de identificação com foto, como RG, passaporte, carteira de trabalho, CNH, certificado de reservista ou outros documentos que constam no edital do Enem - não é permitido apresentar versão eletrônica ou cópia autenticada do documento de identificação;
  • Caneta esferográfica de corpo transparente e tinta preta.

Além deles, por mais que não sejam exigências, é aconselhável levar:

  • Cartão de confirmação de inscrição, para localizar facilmente o local e a sala de prova;
  • Declaração de comparecimento, para casos em que seja necessário comprovar presença a terceiros nos dias de prova.

Verifique o que é proibido levar à sala de prova

  • Folhas ou bloco para rascunho - a própria organização da prova já os disponibiliza; 
  • Boné, chaves e fones de ouvido;
  • Lápis, lapiseira, corretivo, caneta de material não transparente e borracha;
  • Dispositivos eletrônicos (celulares, smartphones, calculadoras, tablets, iPods, gravadores, relógios, alarmes, mp3, agendas eletrônicas, pen drive, entre outros);
  • Livros e manuais;
  • Armas de qualquer espécie.

Se o estudante levar o celular, que pode ser fundamental para o deslocamento pré-prova, ou outros equipamentos, ele irá receber um envelope porta-objetos para guardá-lo desligado antes mesmo de entrar na sala de aplicação do exame. O envelope é lacrado, identificado e mantido sob a carteira até a saída definitiva da avaliação. Mesmo que guardado no envelope, o participante é imediatamente excluído do exame se houver algum sinal de toque de celular ou funcionamento de quaisquer aparelhos eletrônicos. Portanto, é imprescindível que todo aparelho eletrônico seja desligado antes de depositado no envelope.

Resultados

Os gabaritos oficiais serão divulgado no dia 13 de novembro, de acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Texeira (Inep). Os participantes poderão acessá-los pelo portal do Inep ou pelo aplicativo do Enem. Os candidatos deverão ficar atentos para conferir o gabarito relativo à cor de prova que fez em cada domingo de aplicação. 

Mesmo com o gabarito em mãos, não será possível saber a nota final do exame. Os resultados individuais do Enem 2019 serão divulgados na Página do Participante ou no aplicativo do Enem, a partir de consulta com CPF e senha, em janeiro de 2020.  

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.