WERTHER SANTANA/ESTADÃO
WERTHER SANTANA/ESTADÃO

2/3 dos pais indicam intenção de volta às aulas na rede municipal de SP; enquete termina nesta terça

Pais podem responder pesquisa pela internet ou com a ajuda dos telecentros; retorno ocorre na próxima segunda

Júlia Marques, O Estado de S.Paulo

09 de fevereiro de 2021 | 09h00

Dois terços dos pais de alunos matriculados na rede municipal de São Paulo querem que os filhos tenham aulas presenciais a partir da próxima segunda-feira, 15. A pesquisa foi respondida por 500 mil pais e o prazo para indicar a intenção de retorno termina nesta terça-feira. A rede tem mais de um milhão de alunos. 

Por meio da enquete, que pode ser preenchida de casa pela internet ou com a ajuda dos telecentros, a Prefeitura de São Paulo vai organizar os grupos de alunos para a retomada das aulas. No caso da educação infantil, o agrupamento levará em conta o critério de ocupação máxima de 35% de bebês e crianças por turno de funcionamento. 

Em caso de alcance do número máximo de interessados por turno, devem ter prioridades as crianças com maior idade; irmãos matriculados na mesma unidade; e crianças em situação de vulnerabilidade. Na educação infantil, não haverá revezamento. Segundo a pasta, essa medida é para “preservar o vínculo do aluno com a escola e trazer uma melhor adaptação para o aluno da educação infantil”.

Já no ensino fundamental e médio, será adotado o porcentual de 35% e poderá haver revezamento. Serão priorizados os estudantes que não acessaram as plataformas digitais no ano passado e os que têm histórico de baixo rendimento escolar.

Quem optar pelo ensino remoto deverá realizar as atividades por meio da plataforma Google Classroom ou de outros meios de disponibilização das atividades incluindo material impresso.

Rede estadual teve retorno nesta segunda-feira, 8

Cerca de 4,5 mil escolas da rede estadual foram reabertas nesta segunda-feira, 8. A retomada das aulas ocorre em meio à segunda onda da pandemia de covid-19. Sete escolas estaduais de São Paulo foram fechadas por casos de infecção por coronavírus antes mesmo de retomarem as aulas presenciais. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.