150 alunos do ensino médio vão passar as férias na Unicamp

Estudantes vão estagiar nos laboratórios da universidade e participar de oficinas

Portal Unicamp,

04 Janeiro 2013 | 17h14

A Unicamp ampliou a participação de estudantes do ensino médio de Campinas e região no Programa Ciência e Arte nas Férias (CAF). Neste ano, 150 jovens devem estagiar nos laboratórios da universidade durante as férias escolares. O anúncio foi feito nesta quinta-feira, 3, pelo pró-reitor de Pesquisa, Ronaldo Aloise Pilli. O programa, iniciado em 2003 com 33 alunos, vai de 8 de janeiro a 9 de fevereiro. As três últimas edições do CAF contaram, em média, com 120 alunos, comparou Ronaldo Pilli.

“Nós vínhamos tendo uma demanda bastante alta. Só neste ano, por exemplo, foram cerca de 600 inscrições. Portanto, julgamos que seria importante acolher um número maior de jovens. Com esta ampliação, houve também um aumento das escolas participantes, que nesta edição chega a 69. É um esforço da Pró-Reitoria de Pesquisa de ampliar este programa, que já tem mais de 10 anos”, ressaltou Pilli.

Os alunos do programa desenvolvem projetos de pesquisa em laboratórios da Unicamp. Todas as grandes áreas do conhecimento estão envolvidas neste processo: Artes, Ciências Humanas, Ciências Exatas e da Terra, Ciências Biológicas e da Saúde e Tecnologia. Além do estágio individual, o CAF oferece oficinas sobre os mais variados temas. A Unicamp abre as portas aos alunos, que podem utilizar o transporte interno e fretado e os restaurantes universitários.  Os estudantes recebem, ao final, uma bolsa no valor de R$ 100.

“Os alunos convivem dentro dos laboratórios com pesquisadores, docentes e outros estudantes da Unicamp. Isto dá a eles uma primeira ideia de como funciona a pesquisa no ‘mundo real’. Eles começam a entender que é preciso fazer o planejamento de experimentos, que é necessário rigor na execução e na análise dos resultados para chegar a uma conclusão, mesmo que ela seja negativa. Mas é preciso saber reconhecer todos estes passos que o método científico exige. Ao longo das edições, temos notado mudanças significativas na maturidade dos alunos”, observa Pilli.

Ainda de acordo com ele, o CAF abre outras oportunidades aos estudantes. O pró-reitor cita a possibilidade de os alunos ingressarem, posteriormente, no Programa de Iniciação Científica Júnior (PIC Jr.), ou mesmo no Programa de Formação Interdisciplinar Superior (Profis), ambos da Unicamp. “É importante dizer isso aos alunos para que eles se motivem e, sobretudo, se esforçem nos seus estudos, uma vez que todos estes programas levam em conta o desempenho escolar deles.”

Abertura e financiamento

A abertura da 11.ª edição do CAF será no dia 8 de janeiro, às 9h, no auditório da Faculdade de Ciências Médicas (FCM). O médico e docente da Unicamp Jamiro Wanderley ministrará aos estudantes uma palestra sobre escolhas profissionais. No período da tarde haverá oficina artística de máscaras coordenada pela docente do Instituto de Artes (IA) Heloisa Cardoso Villaboim de Carvalho.

O Programa Ciência e Arte nas Férias é financiado pela Unicamp, Conselho Nacional de Desenvolvimento Tecnológico e Científico (CNPq) e Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp).

Mais conteúdo sobre:
Unicampférias

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.