Reprodução
Reprodução

12 apps grátis para aprender idiomas

'Estado' testou aplicativos disponíveis para download em celulares Android e iOS; veja dicas para ajudar a estudar outra língua

Marília Marasciulo, O Estado de S. Paulo

08 Junho 2015 | 10h30

SÃO PAULO - Na correria da rotina, pode ser difícil encontrar tempo para frequentar cursos de línguas estrangeiras. Entre um compromisso e outro, porém, às vezes sobram alguns minutos para praticar -- e eles são preciosos no aprendizado de idiomas. Com apps para celulares, ficou mais fácil se organizar.

“Eu aprendi boa parte do meu português no Brasil, enquanto esperava pelos meus amigos atrasados”, brinca o autor do livro Fluent in Three Months ("Fluente em 3 Meses", tradução livre, sem edição no Brasil), Benny Lewis, que fala 10 línguas. “Eu usava um pequeno livro de frases, mas, se na época eu tivesse um celular, poderia estudar de outras formas ou aprender novas regras gramaticais”, diz.

Entre as dicas para quem quer aprender uma nova língua usando um app, Lewis recomenda buscar aqueles que tenham algum aspecto de jogo, como ganhar pontos, estabelecer metas ou competir com amigos. Também é importante escolher aqueles criados por bons times de especialistas, além de dar uma olhada nas resenhas antes de começar a estudar. E, finalmente, se você puder, busque outras maneiras de aprendizado -- livros, cursos no próprio computador e formas de praticar o idioma. “Com este conjunto de ferramentas, sua chance de aprender aumenta”, afirma Lewis.

Com estas dicas em mente, testamos 12 apps de idiomas grátis. Veja o que achamos (em ordem de preferência):

 1. Busuu 

Tem cursos de alemão, espanhol, português, inglês, italiano, russo, polonês e turco. Primeiro, o usuário aprende o vocabulário (escrita e pronúncia). Em seguida, deve completar exercícios que incluem diálogos com frases completas. Ou seja, aos poucos você aprende a travar conversações básicas, não só dizer “oi, como vai” ou “meu nome é”. Na medida em que acerta os exercícios, você acumula pontos, que servem para liberar as próximas lições. O único defeito são as propagandas no meio da versão grátis, mas elas não chegam a atrapalhar o andamento das aulas.

Faça o download: Android e iOS

 

2. LinguaLeo

Está disponível só para inglês, com uma proposta muito interessante, toda baseada no estudo de vocabulário: você adiciona palavras que deseja estudar e cria uma espécie de glossário. Além disso, há opções de vídeos (por exemplo, TED Talks), todos legendados, em que você clica na legenda para ver a definição das palavras. Também tem aulas para iniciantes/avançados, todas baseadas em vocabulário. Existem, é claro, algumas aberrações, como incluir textos do escritor americano Edgar Allan Poe -- famoso por suas histórias de mistério e horror -- na seção de “inglês para o dia a dia”.

Faça o download: Android e iOS

 

3. Mondly (só para iOS)

A opção de línguas é impressionante: além do básico francês, espanhol e inglês, há outras como finlandês, vietnamita e húngaro. Optamos por uma intermediária, alemão. O app ensina com base em frases e tradução. Por exemplo, para aprender as palavras ‘sopa’ e ‘salada’, devemos aprender a dizer ‘eu quero uma sopa/salada’. Para algumas palavras, como “entschuldigung” (com licença), um professor faz falta para avaliar a pronúncia. Ponto positivo: antes de começar uma nova lição, você precisa relembrar o que aprendeu na anterior. 

Faça o download: iOS

 

4. Easy Ten 

Outro que se baseia no aprendizado de vocabulário, nele o objetivo é memorizar 10 palavras por dia. Parece esquisito, mas funciona, no dia seguinte você vai conseguir se lembrar de quase todas. Ele também cria uma espécie de competição entre usuários, numa disputa por quem acerta e memoriza mais palavras. Funciona como um ótimo complemento para quem está aprendendo uma língua, porém o desafio é montar frases completas e complexas só com base no vocabulário.

Faça o download: Android e iOS

 

5. Beelingo

Leva o conceito de gamification (transformar algo em jogo) ao pé da letra. Há audio books, jogo da forca, jogos com gramática e um dicionário. O único problema é que é tudo em inglês, então é necessário ter ao menos uma noção básica da língua para poder aprimorá-la e treinar. Se esse for o seu caso, vale a pena tê-lo no celular e brincar nos momentos de espera entre um compromisso e outro.

Faça o download: Android e iOS

 

6. MindSnacks (só para iOS)

Este é literalmente um jogo, em que o objetivo é manter um peixe nadando. Para isso, você primeiro aprende as palavras (escolhe a área de interesse que deseja aprender). Em seguida, uma palavra aparece na tela e você tem duas opções de tradução. Se escolher a incorreta, o peixinho morre. É possível também ouvir a pronúncia. 

Está disponível para espanhol, francês, italiano, português, alemão, chinês, japonês. O problema: as traduções são todas para o inglês, ou seja, para aprender outra língua é necessário ter nível intermediário ou avançado do idioma. 

Faça o download: iOS

 

7. Lingua.ly

Funciona mais ou menos como o LinguaLeo, com base em vocabulário, porém com mais opções de línguas: árabe, holandês, inglês, francês, alemão, hebraico, italiano, português, russo e espanhol. Você escolhe um tema de interesse e o app recomenda textos, em que você seleciona palavras que não conhece para obter a tradução. A ideia é boa, mas precisa ser aperfeiçoado, pois no teste houve várias traduções erradas (traduziu a palavra francesa ‘peine’ - pente - como ‘pena’, por exemplo).

Faça o download: Android e iOS

 

8. Memrise

Outro que traduz (sempre para o inglês) e com uma lista gigante de idiomas: são mais de 80 opções, entre elas grego antigo, albanês e africaner. É básico, mostra a palavra com o significado e a pronúncia, e você deve traduzi-la e escrevê-la.

Faça o download: Android e iOS

 

9. Tandem (só para iOS)

Parece muito promissor, pois trata-se de uma comunidade de aprendizado de línguas. Funciona assim: você faz um cadastro e responde a perguntas sobre seus hábitos, como assuntos que gosta de conversar e suas metas. Com base nisso, sua solicitação deve ser aprovada e aí você encontra um parceiro de aprendizado -- alguém que fala a língua que você deseja aprender e irá ensiná-la a você

Faça o download: iOS

 

10. Duolingo 

É um dos apps mais famosos para aprendizado de línguas, mas é cansativo e repetitivo, com um método de ensino difícil de compreender. Você começa estabelecendo uma meta de estudos diários (5, 10, 15 ou 20 minutos), faz um teste de nivelamento que dura 5 minutos e começa as lições. Também permite o uso do microfone do celular para treinar a pronúncia. O problema é que na primeira lição de francês, no nível iniciante, por exemplo, você aprende apenas a dizer “je suis une femme/un garçon” (eu sou uma mulher/um homem). Na segunda, você aprende a dizer maçã, vermelho, mulher e homem (de novo). É preciso muita paciência para continuar. 

Faça o download: Android e iOS

 

11. Babbel

Este seria o melhor de todos, não fosse o fato de só ter aulas de demonstração. Para continuar os cursos, é preciso pagar. Mas vale fazer o teste para, por exemplo, escolher a língua que você deseja aprender. Você começa aos poucos, aprendendo a dizer o básico (sim, não, obrigado), e ao final da lição as novas palavras são inseridas em diálogos. Também ensina diferenças entre palavras, como o uso do ‘tu’ e ‘vous’ no francês, o primeiro informal e o segundo formal. Disponível para inglês, espanhol, francês, alemão, italiano, português, sueco, polonês, holandês, indonésio, turco, dinamarquês, norueguês, russo.

Faça o download: Android e iOS

 

12. Na ponta da língua (só iOS)

A interface deste app é muito velha e, na verdade, trata-se mais de um dicionário com frases prontas para situações como viagem, compras, serviços e relações sociais -- uma espécie de livrinho de frases, como o que Benny Lewis usou para aprender português, mas no celular. Possui frases em inglês, espanhol, francês, alemão e italiano, e não ensina a pronúncia. Pode quebrar galhos em situações de emergência.

Faça o download: iOS

Mais conteúdo sobre:
é grátis apps de idiomas apps grátis

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.