Família e escola: uma parceria que dá certo

Colégio Vital Brazil

07 Novembro 2016 | 10h00

A família e a escola contribuem significativamente na formação do indivíduo. Para isso é necessário que sigam os mesmos princípios e parâmetros. Ainda que com os mesmos objetivos, cada uma deve fazer sua parte para que as crianças se desenvolvam em todos os aspectos.

Segundo a psicopedagoga clínica e professora Isabel Parolin, “o papel da família na formação e na aprendizagem das crianças e jovens é ímpar. Nenhuma escola, por melhor que seja, consegue substituir a família”. Ainda, para essa autora, a função da escola na vida da criança é igualmente ímpar. “Mesmo que as famílias se esmerem em serem educadoras, o aspecto socializador do conhecimento e das relações não é adequadamente contemplado em ambientes domésticos”.

A família, como primeira instituição social formadora, desempenha um papel importante na formação do (filho) indivíduo, pois proporciona a constituição de sua essência. É nesse núcleo que o indivíduo torna-se um ser capaz de elaborar as suas próprias competências. A educação no contexto familiar influencia o desenvolvimento da autoconfiança da criança, formando-a e constituindo-a enquanto ser humano completo. As vontades, os desejos e as expectativas familiares que envolvem a criança promovem bem-estar e equilíbrio quando dosados e colocados à disposição de maneira adequada.

Na escola o indivíduo deve encontrar alicerce para sua formação. Cabe a ela, promover o desenvolvimento de competências e habilidades do aluno, competências essas que promoverão a inclusão desse sujeito na sociedade. Compreende-se que o papel do educador seja o de favorecer o desenvolvimento do ser humano, sendo um mediador na construção do conhecimento, com um ambiente afetivo em sala de aula, fundamental ao educando. Um espaço de alegria e ampliação de conhecimentos, descobertas e desejos, principalmente da vontade de aprender, pois nesse meio a criança recebe formação cultural.

No Colégio Vital Brazil, empenhamo-nos em trabalhar em parceria com as famílias e com os demais profissionais que acompanham os estudantes, promovendo uma educação integral para que sejam adultos dotados de valores éticos, autonomia e senso crítico, a fim de contribuir de forma positiva para a construção de uma sociedade mais justa, solidária e menos violenta. Para isso, sempre que necessário, promovemos reuniões individuais e coletivas entre pais, professores e coordenação, com foco no acompanhamento dos assuntos desenvolvidos no trimestre, bem como das expectativas a serem alcançadas. Oferecemos, ainda, encontros com especialistas que abordam temas de interesse para as famílias.

A busca constante por uma educação de qualidade é dever de todos: comunidade, escola e família. Essa parceria harmoniosa abre caminhos, cria possibilidades e condições para o desenvolvimento educativo, como mostramos neste vídeo publicado recentemente no Blog Vital Acontece, no qual Adriana Machado Pretti e Flavio Humberto Pretti, pais do Leonardo, falam o que esperam para o futuro do filho:

PAROLIN, Isabel. Relação Família e Escola: Revista atividades e experiências. Positivo, 2008.

PAROLIN, Isabel. As dificuldades de aprendizagem e as relações familiares. Fortaleza, 2003.

OSORIO, Luiz Carlos. Família Hoje. Porto Alegre: Artes Médicas, 1996.

 

Glaucy Alencar

Coordenadora Assistente do Ensino Fundamental I.