Ensino híbrido para aprender gêneros literários

Ensino híbrido para aprender gêneros literários

Colégio Albert Sabin

24 Fevereiro 2016 | 10h41

Garantir resultados pedagógicos eficazes por meio do uso das tecnologias digitais tem sido uma estratégia didática buscada por equipes pedagógicas de diversos colégios a fim de planejar aulas mais motivadoras e um acompanhamento mais rápido e personalizado dos alunos.

“Contudo, o emprego da tecnologia para além da busca rápida de informações, prevendo a utilização da vasta gama de aplicativos pedagógicos disponíveis, precisa ser coerente na intencionalidade a que se propõe, e não um mero fazer ou modismo”, afirma a diretora pedagógica do Colégio Vital Brazil, Suely Nercessian Corradini.

ensino hibrido 1

 

Nesse contexto, o Vital Brazil tem desenvolvido em algumas disciplinas a prática da aula rotacional, proposta pelo Ensino Híbrido – uma abordagem de integração das tecnologias digitais ao ensino, que possibilita que os professores obtenham informações personalizadas sobre o desempenho dos alunos e possam realizar melhores mediações, buscando um aprendizado potencializado e mais eficiente.

Para trabalhar os gêneros literários com os alunos do 3º, 4º e 5º anos do Ensino Fundamental, de modo a promover o desenvolvimento dos estudantes de maneira individualizada, respeitando as dificuldades e os talentos de cada um, o Colégio decidiu inserir estratégias pedagógicas do Ensino Híbrido nas aulas de Língua Portuguesa.

ensino hibrido 2

“A partir da aplicação do modelo de Rotação – uma das possibilidades de combinação do uso da tecnologia com um conjunto de práticas integradas propostas pelo Ensino Híbrido para possibilitar que o aluno seja protagonista do seu aprendizado –, cada turma aprendeu um gênero literário diferente: o 3º ano estudou fábulas, o 4º ano, lendas indígenas, e o 5º ano, crônicas”, explica Teresa D’Angelo, coordenadora pedagógica da Educação Infantil e do Ensino Fundamental I.

Durante as aulas, realizadas na biblioteca do Colégio, as crianças rotacionaram por diferentes “estações” elaboradas pelas professoras. No caso do 5º ano, por exemplo, que trabalhou com crônicas, as estações contemplavam a procura do significado da palavra “crônica” em dicionários e enciclopédias, o uso da internet para a realização de pesquisas acerca do gênero literário e a leitura de crônicas em jornais e livros de cronistas brasileiros renomados.

ensino hibrido 3

“O Ensino Híbrido é uma proposta muito eficiente e interessante, pois, além de oferecer aos educadores estratégias e ferramentas que possibilitam que os estudantes tenham uma experiência de aprendizado mais personalizada, também sugere possibilidades de integração das tecnologias digitais aos conteúdos ensinados, a fim de aproximar a realidade escolar com o cotidiano dos alunos. Assim, cada criança tem a oportunidade de aprender no seu ritmo e da sua maneira, descobrindo as informações por conta própria, em vez de simplesmente recebê-las do professor, o que ajuda a criar um maior engajamento no estudo do tema proposto”, finaliza Teresa.