Campanha dos Pés Aquecidos 2016

Campanha dos Pés Aquecidos 2016

Stance

18 Agosto 2016 | 08h43

As mãos que ajudam são mais sagradas que os lábios que rezam.” Madre Teresa

Os Projetos de Ação Social fazem parte da política pedagógica da Stance Dual e envolvem a participação da comunidade escolar como um todo.

Neste ano, realizamos a Campanha dos Pés Aquecidos, que teve um tom especial. Os alunos de 5º ano tinham vários desafios a serem superados em meio ao frio intenso e repentino que nos assolou e ao pouco tempo para recolher as doações simultaneamente aos trabalhos da Festa Junina. Além disso, não se pode deixar de lado o período das avaliações da metade do segundo trimestre, que também ocupava nossos pequenos: tudo junto e misturado à contagiante disposição de ajudar.

foto1e2

Felizmente, pudemos contar com a ajuda preciosa da comunidade de pais que, através dos grupos de PTA (Parents and Teachers Association), arregaçou as mangas e, no dia seguinte ao comunicado que anunciava a Campanha, começou a encher nossas dependências de doações. Em tempo recorde, arrecadamos muito mais do que nos últimos anos!

A ideia de colaborar aquecendo os pés de pessoas carentes vem ganhando forças nos últimos anos. Assim, muitos calçados infantis e adultos recebidos em excelente estado, num momento crítico do inverno, foram destinados a oito instituições de apoio a pessoas carentes:

  • Porta de Fabiano – São Bernardo do Campo
  • Mãos na Massa – Moradores de Rua da Região da Praça da Sé
  • Moradores de rua da Região da Bela Vista
  • Moradores de rua da Região de Santo Amaro
  • PEAMA – Programa de esportes e atividades motoras adaptadas
  • Projeto Mão Amiga
  • Projeto assistencial IEQ Jardim Palmira
  • Assistência a crianças região ABC

foto3

Alunos, pais, funcionários da portaria, coordenação e tantos outros… muitas foram as mãos que se uniram em diferentes frentes de ações para garantir que as doações chegassem a tempo de aquecer as pessoas necessitadas. Foi bonito de se ver as mãozinhas hábeis em separar pares de sapatos e meias e conversar sobre a necessidade de ajudar. De forma comprometida e descontraída, pudemos propor aos nossos alunos um exercício de protagonismo juvenil que extrapola os interesses individuais e familiares para atingir diversos âmbitos da vida comunitária, tudo isso a partir do espaço escolar.

Em nome desses alunos, deixo nosso agradecimento a cada um que dedicou um pouco de seu tempo para contribuir com o sucesso deste trabalho.

Valéria Amâncio
Orientadora Educacional Ensino Fundamental I