Uma nova rotina

Estadão

28 Julho 2010 | 14h42

Não é impressão sua… Você me conhece de algum lugar do passado.

Em 2009, participei do Blog do Pontoedu, no qual contava as curiosidades de uma “Rotina de Vestibulando”. Graças a Deus, essa rotina foi contemplada com a aprovação em 2º lugar no curso de Jornalismo da USP e em Medicina na Unifesp. Acabei optando por Jornalismo com 100% de certeza. E as razões para isso eu explico depois…

Agora, uma nova rotina colocou-se à frente.

A maioria das pessoas só dirige os seus olhares para o momento em que você entra na USP (e isso engloba toda aquela comemoração de raspar os cabelos e jogar tinta) e só torna a olhar no momento em que você sai de lá (com o diploma na mão e, espera-se, com um emprego também).

Mas poucos são os que lembram que há um “durante” – um período de maturação em que você é preparado, condicionado e até mesmo “chocado” (entenda como quiser…) para o mercado de trabalho que, como todo mundo diz, está cada vez mais brutal.

Alguns descrevem essa fase como o “USPício” que te aguarda, outros acreditam que a USP é o sonho de consumo de qualquer estudante e outros dizem que serão os melhores 4, 5, 6, 7 ou 8 anos que você passará na “Cidade Maravilhosa Universitária”, também considerada um “universo paralelo” (que engloba, inclusive, um restaurante com refeições a R$ 1,90, bibliotecas com milhares de títulos e até uma praça com um relógio de 50m de altura).

Enfim, a empreitada não é passar só na Fuvest, é passar também pela USP.

Um desafio pela frente? Mostrar aqui semanalmente no blog que o dia a dia na Universidade de São Paulo traz pautas que não se resumem às greves ou aos protestos que pedem a saída de reitores ou o aumento de salários…

Leandro Carabet é aluno do 1º de Jornalimos da ECA-USP