Preparação e evolução

Estadão

24 Novembro 2011 | 15h45

Os estudos para a qualificação e o trabalho de preparar uma apresentação minuciosa sobre o tema estão me permitindo aprofundar meu entendimento de toda área em que trabalho. Eu sempre entendi os simulados e as horas de estudo para fazer provas que iriam testar os conhecimento que eu já “conhecia” profundamente como uma grande perda de tempo.

Agora, depois de dar diversas monitorias (ajudar professores em disciplinas da graduação) e estudar temas nos quais eu já era um especialista, me permitiu, de certo modo, entender que a principal vantagem dessas repetições não é provar o óbvio, ou garantir que você aprendeu/decorou os assuntos, mas permitir que ao revisitar constantemente o assunto você consiga ter um nova visão sobre ele e que isso te leve a um novo patamar de entendimento.

Então, apesar de na superfície ser somente um estudo pontual para a qualificação, isso está me permitindo entender as questões que envolvem meu trabalho mais profundamente, o que além do benefício de me permitir passar na qualificação me permitirá passar a entender melhor o meu trabalho e as particularidades que o envolvem.

Bruno Queliconi é doutorando no Instituto de Química da USP

Mais conteúdo sobre:

bruno queliconiestudosqualificação