Nova cara da escola

Estadão

23 Maio 2011 | 12h27

Andei conversando com alguns amigos sobre a situação da escola hoje em dia. Ambiente em que o jovem passa grande parte de sua vida, e a parte de maiores dúvidas e formação de ideias em relação ao modo de ver e agir perante o mundo. Ali forma valores que vão reger seus caminhos pela vida em sociedade.

O colégio deve ser um espaço prazeroso pra quem o freqüenta. Não há como tornar proveitoso o tempo em que o aluno passa ali se a instituição não se empenha para vestir a camisa da juventude e adquirir a sua cara. Projetos extra-curriculares são um bom caminho. Quanto mais possibilidades forem oferecidas dentro da escola, mais interessantes ela se torna. Opções culturais, filantrópicas, sociais, educacionais. Algo que fuja da matemática, do português ou da física.  Projetos que proporcionem prazer e façam com o que o período que se passa ali dentro seja maior e mais interessante.

Eu tive esse incentivo no meu colégio, através de um grupo chamado PJM (Pastoral Juvenil Marista). Aquele espaço foi fundamenta para me tornar mais “íntimo” da intituição. Nos reuníamos toda semana, além de realizar ações solidárias, missões de solidariedade, reuniões com os outros colégios, dinâmicas nos intervalos das aulas… Aquilo me motivava a estar mais presente no interior daqueles muros e, de alguma forma, me ajudava nas notas. Além de contribuir na melhora da timidez que sempre tive.

Falo de uma escola atrativa, inspiradora, amiga do aluno. Que seja capaz de ser mais interessante para a juventude. Quando ela se tornar um centro de encontro de culturas, de ideias e troca de informações, todo o processo educacional ficará mais fácil, indo além da decoreba para passar no vestibular. Eu acredito na educação com a cara do educando, voltada para sua vida e interesses. Ser uma instituição de ensino não é ser chata e movida a velhos modelos de educação, é se renovar e “trocar de roupa” de acordo com a necessidade da juventude local.

Ederson Oliveira é vestibulando e faz curso técnico em enfermagem

Mais conteúdo sobre:

EdersonescolaideiasmodeloRotina