Múltiplas escolhas

Estadão

09 Fevereiro 2011 | 15h08

Para alguns alunos, a múltipla escolha não esteve apenas presente na 1ª fase
do vestibular da Fuvest. A oportunidade de escolher uma alternativa entre
várias continua agora com a aprovação, ou melhor, com as aprovações.
Foi o caso, por exemplo, de Vinicius Cândido, que aos berros, comemorava a
sua aprovação em Engenharia em quatro faculdades:

a) USP
b) UNICAMP
c) UNESP
d) UFSCAR

A resposta para essa questão, ele já definiu: “USP, com certeza, nem
precisava passar nas outras, só na POLI! É uma sensação única, a melhor da
minha vida”.

Outra aprovada, que agora está diante de uma múltipla escolha ainda mais
inusitada, exibia com orgulho as suas cinco conquistas.

“Administração na USP, Administração na UFPE, Administração Pública na
UNESP, Medicina Veterinária na UFRPE e Nutrição na UNICAMP”. Tantas
eram as aprovações e a emoção, que no momento de enumerá-las, quase
esqueceu a última.

Pequeno brilhante

Na década passada, era exibido no SBT o programa “Pequenos Brilhantes”,
espécie de talk-show com artistas que eram entrevistados inusitadamente
por crianças e contavam com a mediação de Moacyr Franco. Entre esses
entrevistadores-mirins, estava Gustavo Miranda, que na época tinha 6 anos.
Hoje, Gustavo comprovou que manteve o brilhantismo, já que foi aprovado no
curso de Engenharia Mecânica na POLI-USP.
Outro fato que chama a atenção é a idade: Gustavo tem apenas 16 anos. Um
pequeno (grande) brilhante.

Já com a camiseta da USP?


A aprovada Daniela Silva Martinez já chegou para a comemoração no saguão
do Curso Objetivo Paulista com uma camiseta da USP. Segundo ela, antes de
sair de casa, seu pai que cursa o último ano de Física na USP a presenteou
com uma camiseta dele – o pai é o próprio veterano uspiano.

Mais gêmeos passam juntos na USP

Além da emocionante história dos gêmeos Paulo e Eduardo Fucci, já relatadas
aqui no PontoEdu. Outros dois gêmeos também tiveram a alegria de receber a
aprovação na Universidade de São Paulo no mesmo ano.
Henrique Mussio e Walter Mussio, de 19 anos, foram aprovados nos cursos
de Direito e Engenharia. Anos antes, um deles estava na Aeronáutica e o
outro no Exército. “Aí a gente decidiu sair”, disseram os dois exatamente ao
mesmo tempo, em uníssono. Saíram e agora acabaram de ingressar na melhor
universidade da América Latina.
“Em casa, quando um viu que tinha passado, o outro ficou com ‘aquela’
responsabilidade”. Missão cumprida em dobro.

Carnaval antecipado

Tinta, pedaços de serpentina, confete e fios de cabelo recém-cortados se
misturavam às lágrimas de emoção da maioria dos estudantes. Vários deles
relataram que tiveram insônia na noite de ontem, ou então que ficaram
conversando com amigos via telefone para (tentar) aplacar o nervosismo.
Tainá Shimoda, aprovada em jornalismo, não sabia definir o estado em que
estava: “estou em um estado sublime, estado de êxstase, um estado Alfa,
sabe?”.

Leandro Carabet é aluno do 2° ano de jornalismo na USP

Mais conteúdo sobre:

leandro carabetUSPvestibular