De olho nas eleições

Estadão

16 Setembro 2010 | 09h23

O vestibular está chegando. As eleições também. Se você acaba de completar 18 anos e, assim como eu, só tirou o título de eleitor este ano, preste muita atenção. Não encare as eleições com desleixo. Conheça antecipadamente os candidatos e suas propostas para, assim, votar com consciência.

O meio mais popular de se conhecer os candidatos é através da propaganda eleitoral gratuita. Popular, mas não o melhor. Todo tipo de propaganda requer um olhar mais atento. A eleitoral não escapa da regra. A propaganda não tem o objetivo de esclarecer o consumidor – que, no caso, é o eleitor. Mas, sim, comovê-lo a fim de conseguir o voto. E outra: a propaganda eleitoral “gratuita”, na verdade, custa cerca de R$ 850 milhões aos cofres públicos. Dinheiro pago às emissoras para compensar a queda de arrecadação publicitária durante o período eleitoral.

Outra forma de conhecer os candidatos é através dos debates. Neles, quase sempre se repete o discurso publicitário das propagandas. Os candidatos se vangloriam de suas antigas gestões, apontam dados, estatísticas e acrescentam estar ao lado do “povão”.

É pensando em todo esse circo montado que procurei alternativas. Quer fugir da comoção das propagandas eleitorais? Recorra ao site do TSE. Lá, você se informa a respeito da vida política de seus candidatos. Procure coerência nas propostas, analise suas intenções. Lembre-se que escolher o futuro do País é tão importante quanto escolher uma carreira no vestibular: em ambos você define a sua parcela de contribuição para construir uma sociedade melhor.

Mais conteúdo sobre:

eleiçõesTSE