3.º ano não é só vestibular

Estadão

10 Maio 2011 | 10h32

Vida de 3.º ano não é fácil. São muitas variáveis envolvidas: da organização da formatura até o vestibular, passando pela escolha profissional e concentração nos estudos. Todas elas têm algo em comum: exigem tempo.

Tempo este que parece passar cada vez mais rápido, afetando não só meu último ano no Vera como também a convivência com meus colegas. No embalo dos estudos para o vestibular, às vezes esqueço o quão preciosa é minha rotina de estudante atual. Procuro aproveitar cada momento do meu cotidiano, tendo em vista que talvez esteja passando pela última vez na minha vida por uma série de aprendizados e vivências unicamente escolares.

Desta forma, não viso apenas aos testes do final do ano. Me inscrevi em uma série de atividades de aprofundamento que acontecem às tardes, no Vera. Neste momento de indefinição de que carreira seguir, talvez seja ideal fazer isso: aliar a vida escolar à intensificação dos estudos, mas de uma forma mais leve que um cursinho pré-vestibular. O que me dá mais energia para o que me espera no fim do ano.

Às vezes, sem deixar o futuro de lado, é saudável parar e olhar para o presente. É assim que vejo este momento difícil por qual passo. Procuro aproveitar ao máximo o tempo que me sobra, encontro motivação para me empenhar em tudo que faço. Se eu continuar olhando apenas para frente, sinto que, quando prestar atenção no que está em processo, já será tarde demais: o ano já terá passado.

Tomás Millan é aluno do 3.º ano da Escola Vera Cruz

Mais conteúdo sobre:

escolaTerceiro anovestibular