As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Universidades particulares oferecem cursos gratuitos em São Paulo

Redação

30 Agosto 2010 | 11h51

Por Juliana Portugal

Fazer um curso gratuito não é privilégio de estudantes de faculdade públicas, estaduais ou federais.  Algumas universidades privadas oferecem graduação sem cobrar mensalidade dos alunos.

Na Universidade Cruzeiro do Sul, os cursos de História, Geografia, Música, Economia, Ciências Sociais e Serviço Social são gratuitos desde quando foram inaugurados, a maioria deles em 1997.  “São graduações importantes para todos, porque contribuem para o desenvolvimento social e qualificação do profissional”, diz o pró-reitor de graduação, Luiz Henrique Amaral.

O curso de Filosofia na Universidade São Judas Tadeu surgiu em 1990, mas somente quatro anos depois se tornou gratuito.  Hoje, continua oferecendo bolsa integral, no entanto, só para os primeiros 30 colocados no vestibular.  Os outros 60 estudantes aprovados têm de desembolsar 50% do valor da mensalidade de R$ 849,00.

“Nosso curso de filosofia já foi o mais concorrido do Brasil, com 36 candidatos concorrendo por uma vaga”, afirma o diretor de pesquisa e pós-graduação da USJT, Antonio José da Silva.

Atualmente, porém, a procura é bem menor.  No último vestibular a média foi de 5 candidatos por vaga.

Fabiana Tamizari, 35 anos, é aluna do 4º ano do curso.  Ela já é formada em história e dá aulas na rede estadual de São Paulo.  “Sempre amei filosofia.  Fiquei quase 10 anos sem estudar.  Em vez de fazer uma pós-graduação, acreditei que seria melhor voltar para a faculdade fazendo uma graduação. ”

Depois do curso, a professora Fabiana não pretende mais passar tanto tempo longe da universidade: “Quero dar sequência aos estudos, fazer um mestrado em história da filosofia e, assim, unir as duas áreas.”