As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Unicamp: coordenador do Anglo elogia qualidade das questões, mas reclama do formato da prova

Redação

21 Novembro 2010 | 21h46

“Três redações é um exagero, somadas a 48 testes é um trabalho excessivo. Não é nem uma questão de dar tempo ou não, já que após 4 hroas o aluno está exaustas”. Esta é a opinião de Nicolau Marmo, coordenador geral do cursinho Anglo.

Se gundo ele, o grau de dificuldade do exame doi de médio para fácil, mas no conjunto foi um trabalho demasiado. “Eles deveriam colocar apenas uma redação e aumentar o número de testes e assim se teria uma prova mais equilibrada. 60 testes mais uma redação é um tamanho interessante”, indica.

Feita a crítica, o professor fez questão de ressaltar o nível intelectual das perguntas do exame. “Queria elogiar a qualidade das questões, que estavam muito bem elaboradas e contextualizadas. Tinham interdisciplinaridade, aquilo que o Enem queria fazer e não consegue”, provocou.

Ele acredita que esta prova da Unicamp mostrou que “vestibular não é descoreba e sim prova de raciocínio”.