As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Treineira achou que prova ia ser mais difícil

Redação

03 Janeiro 2010 | 16h33

A treineira Barbara Valença, de 16 anos, prestou o vestibular da Fuvest como experiência na Faculdade de Educação da USP, na Cidade Universitária. Ela classificou a prova de hoje, de português e redação, como “bem sossegada”. “Achei que ia ser mais difícil”, disse ela.

Barbara só encontrou dificuldade para responder à questão que envolvia a leitura de “Vidas Secas”, de Graciliano Ramos. “Como sou treineira, ainda não li esse livro no colégio”, explica.

A estudante também considerou o tema da redação, sobre imagens e sua representação, “muito aberto”. “Ficou mais difícil de focar um assunto, mas não foi nenhum bicho de sete cabeças.”