Todo poder à redação
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Todo poder à redação

Redação

22 Setembro 2009 | 08h01

“Percebo, nas conversas diárias com colegas, que a situação da redação está crônica, pois muitos encaram-na como “a grande vilã” que os desclassificará para sempre do vestibular…

Contudo, aprendi a gostar da redação e usar cada tema proposto como um grande desafio; dessa forma, passei a entender a grande importância que a redação e a arte de escrever têm em nossas vidas.

Quando elaboramos muitas dissertações aprendemos a argumentar, não apenas lançando ideias, mas, procurando convencer quem está lendo. Assim, no dia a dia, passamos a utilizar o mesmo procedimento persuasivo para convencer os pais de que precisamos fazer tal coisa ou para conferir força à nossa opinião quando discutimos algum assunto em grupo.

A necessidade de fazer redação constantemente nos faz também sempre estar alerta aos fatos, aos exemplos, às citações e às metáforas que ouvimos a fim de nos apropriarmos delas para aumentar a riqueza de nosso repertório na hora de escrever.

Além disso, a redação implanta em nós o desejo de surpreender aos que nos leem, a fim de alcançar uma nota que nos diferencie dos concorrentes. E por falar em concorrentes, outra fator essencial é utilizar argumentos originais que saiam do lugar-comum e da mesmice que todo mundo cita – fazendo isso, aprendemos a ser pessoas que sempre inovam e saem do “status quo”…

Por isso que a redação merece todo destaque! Ela transforma simples alunos em estudantes com um lado humanístico intensamente aflorado, capaz de intervir no mundo, dialogar com ele, afetar o seu enredo, deixando de ser um simples personagem para tornar-se autor de grandes mudanças na sociedade. Afinal, nosso país está cheio de pessoas que sabem contar ‘história pra boi dormir’ e precisa urgentemente de textos dos quais possa se orgulhar e neles confiar e se inspirar…”