As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Tema de redação mostra que provas do Enem têm ganhado caráter de vestibular, diz professora

Redação

04 de novembro de 2012 | 15h40

Os candidatos  que prestam o Enem neste domingo, 4, têm de escrever uma redação sobre movimento imigratório para o Brasil no século 21.  De acordo com Eclícia Pereira, professora de redação do Cursinho da Poli, existe uma surpresa, não necessariamente pelo tema em si, mas, sim, pela amplitude que a prova tem ganhado desde que o Enem deixou de ser um exame de avaliação do ensino médio e ganhou o status de vestibular.

“Lembro de alunos questionando a possibilidade da crise mundial ser abordada no Enem e isso parecia bem pouco provável”, afirma. “Mas quando o Brasil vira protagonista e passa a ser o foco de um fluxo imigratório invertido, o tema ganha uma nova abordagem”, afirma. Segundo a professora, isso mostra que cada vez mais o exame tem atendido a uma demanda própria dos vestibulares, a da não limitação de assuntos relacionados exclusivamente ao País.

Para Eclícia, o tema é extremamente atual e se toda ainda mais interessante, pois permite o diálogo entre os contextos nacional e internacional e também entre diferentes disciplinas. “É um tema que aborda questões trabalhadas em história e geopolítica, por exemplo”, diz. “Um aluno bem informado não deve ter sido surpreendido pela redação.”