As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Comissão do Senado quer reunião com Haddad para falar de Enem

Redação

09 Novembro 2010 | 12h03

Rafael Moraes Moura e Rosa Costa/ BRASÍLIA

A Comissão de Educação, Cultura e Esporte do Senado Federal aprovou na manhã desta terça-feira requerimento para que o ministro da Educação, Fernando Haddad, compareça à Casa e preste esclarecimentos sobre os problemas verificados na última edição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

O requerimento foi apresentado pela senadora Marisa Serrano (PSDB-MS) e apoiado pelo líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR). Haddad deve falar à comissão na próxima semana.

A senadora lembrou que, no ano passado, o ministro também foi convidado a falar com os senadores. “O ministro não veio, veio o presidente do Inep. Espero que o ministro venha desta vez. Ouvi o senhor ministro hoje na televisão, colocando as dificuldades do Enem e as soluções do MEC, mas não ouvi nenhuma palavra aos 4 milhões de alunos que fizeram a prova”, disse Marisa. “(Os erros) São questões pontuais, mas extremamente graves. O que nos preocupa é a capacidade de organização e fiscalização.”

Na opinião do senador Eduardo Suplicy (PT-SP), Haddad é certamente o “primeiro que quer prestar esclarecimentos, ainda mais diante da decisão da Justiça de suspender a validade do Enem”.

Para a senadora Ideli Salvatti (PT-SC), é preciso enxergar “os erros a partir do grande acerto que é o Enem”. Segundo Ideli, há “segmentos dentro da sociedade brasileira que gostariam de acabar com o Enem e retornar com o sistema elitista anterior”.

Mais conteúdo sobre:

comissãoenemhaddadsenado