As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Reitor e alunos da PUC-SP discutem declarações de bispo

Redação

23 Março 2012 | 14h36

PUC_DiscussaoPolemicaBispo_JFDiorioAE_22032012_6_600.jpg

Estudantes da PUC-SP se reuniram ontem à noite, dia 22, para discutir qual o papel da instituição no debate sobre temas como aborto e homossexualidade. A assembleia ocorreu na chamada “Prainha”, no câmpus de Perdizes, zona oeste, e teve a participação do reitor, Dirceu de Mello.

A discussão vem após as declarações do bispo d. Luiz Bergonzini, da diocese de Guarulhos (SP), de que professores com ideias contrárias às da Igreja não deveriam lecionar na PUC.

Em seu blog, Bergonzini disse que docentes favoráveis a descriminalização de aborto, eutanásia, maconha, “ideologia homossexual” ou “comunistas” deveriam procurar outra instituição – conforme o jornal O Estado de S. Paulo publicou este mês.

O pensamento do bispo foi o estopim para manifestações contrárias e a favor da sua posição. Na semana passada, estudantes fizeram um apitaço na PUC contra a opinião do bispo. Mas também houve cartazes a favor dele.

PUC_DiscussaoPolemicaBispo_JFDiorioAE_22032012_2_600.jpg

Reitor Dirceu de Mello participou da discussão

Mais conteúdo sobre:

Bispopucreitor