Prova da Fuvest estava abafada, tive que sair para tomar um ar
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Prova da Fuvest estava abafada, tive que sair para tomar um ar

Redação

23 Novembro 2009 | 16h38

“Ontem fiz a prova da Fuvest. Acho que fui bem, comparando com a nota de corte do ano passado. Acertei 57 em 90. Ano passado, a nota de corte era 61. Acredito que, sem o Enem, essa nota mínima possa cair.

No geral, não achei a prova difícil. Difícil mesmo só matemática e física. Tive muito problema em matemática, consegui resolver poucas questões.

Português e interdisciplinares estavam bem tranquilas. Para as interdisciplinares bastavam os conhecimentos gerais, dos jornais e da televisão. A parte de literatura não estava decoreba, pedia para comparar um livro com o outro. Gostei.

Não fiz cursinho esse ano. Me preparei só estudando na escola, não me matei de estudar, mas tenho amigos que se dedicaram muito e que tiraram notas inferiores. Acho que é importante estudar de forma mais equilibrada, centrada, para não ficar muito nervoso, estressado e acabar comprometendo o resultado.

Agora o mais importante é passar para a segunda fase, espero estar dentro da linha de corte, não passar por 1 ponto é muito ruim.

Fiz a prova da Fuvest no câmpus da PUC, perto de casa. Chegar até lá foi tranquilo, mas a sala era abafada. Embora eu estivesse sentada bem embaixo do ventilador, ali não era arejado. Tive que sair no meio da prova para tomara um ar.

Para a segunda fase vou procurar estudar física e geometria, que são as matérias em que eu tenho mais dificuldade. Quem sabe eu consiga?”